WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: 12/set/2018 . 18:47

ILHEENSE DISPUTA MAIS UMA COMPETIÇÃO DE FISICULTURISMO

Do FRN

Atleta.

Giovani Xavier de Matos Neto, 22 anos, vai participar do maior campeonato de fisiculturismo do mundo, que irá acontecer pela 1ª vez no Brasil na cidade de São Paulo/SP de 19 a 21/10, e promete representar bem a cidade de Ilhéus, pois será o único atleta da cidade a competir.

O evento se chama Mr. Olympia, acostumado a acontecer em Las Vegas-EUA, Lisboa-POR, Alicante-ESP e agora chegou no Brasil pela 1ª vez, nunca na historia do fisiculturismo nacional recebeu um evento com tanta magnitude e importância. “Estarei realizando um sonho em participar deste campeonato, onde muitos atletas sonham em pisar nos palcos”. Realizo meus treinamentos na Academia Vigor, no bairro do Nelson Costa na Av. Lotus, zona sul, minha dieta e acompanhamento é realizado pelo Nutricionista Esportivo Jonatas Santa Rosa. Para conseguir arcar com as despesas de competições e suplementação, venho recebendo apoio do medico Dr. Moacir Franco (Itabuna), da farmácia de manipulação PharmaVida, das lojas de suplementos: Performance Nutrição Esportiva (Itabuna), Monstrolandia suplementos (ilhéus) e do vereador de Itabuna-BA “Enderson Guinho”.

ILHÉUS TERÁ DUAS CRECHES-ESCOLAS INDÍGENAS EM OLIVENÇA

Da Secom/Ilhéus

Reunião.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, vai autorizar a criação de duas creches-escolas indígenas, para crianças de zero a cinco anos, na localidade de Olivença, onde há uma reserva da tribo tupinambá. O ato será oficializado no próximo dia 30 de setembro, durante a caminhada pelo Dia da Consciência Indígena, atendendo a um pleito da comunidade Tupinambá feito há 10 anos.

A instalação das creches-escolas foi discutida durante reunião do prefeito Mário Alexandre, na segunda-feira (10), no auditório do Centro Administrativo do Município, com as presenças do cacique Sival Tupinambá; coordenadora estadual do NTE 5 (Núcleo de Tecnologia Educacional), Jaqueline Jesus Araújo da Silva; presidente do Conselho Municipal de Educação e da APPI, Osman Nogueira,  técnica em Educação da Funai, Márcia Singer, coordenadora geral dos programas da secretaria de Educação, Célia Miranda, coordenadora da Educação Infantil, Sara Lemos, além de membros de comunidades indígenas.

Estas serão as primeiras creches-escolas indígenas geridas em nível de município na Bahia. Os recursos utilizados são oriundos do Governo Federal, em parceria com a Prefeitura de Ilhéus. Na oportunidade, a coordenadora do NTE indígena, Jaqueline Jesus da Silva, agradeceu ao acolhimento do prefeito Mário Alexandre à proposta e explicou que, atualmente, cerca de 180 crianças estudam de forma precária em galpões e espaços na localidade, sendo que  80% delas são indígenas. “De 350 a 400 crianças estão fora das creches-escolas”, salientou.

Resgate – O prefeito destacou a importância da educação e da cultura para o desenvolvimento das pessoas e do país. E ressaltou que “de pronto atendeu à reivindicação para a criação primeira creche indígena, porque é um povo que vive muitas vezes sem acesso a educação e que as mães ficam sem poder trabalhar por não terem com quem deixar seus filhos. Então, como sempre, estamos dialogando com o conselho, com o Ministério Público, com as comunidades indígenas. Esse é um governo de diálogo e acredito que esteja dando certo”, acrescentou Mário Alexandre.

Por sua vez, o cacique Sival Tupinambá afirmou que a luta pela construção dessas duas creches para a comunidade indígena tupinambá de Olivença acontece há alguns anos. Ele informou que houve audiência pública na Câmara de Vereadores, aprovação do projeto junto ao Conselho Municipal de Educação e que dependia apenas da aprovação do prefeito. “Esta é mais uma conquista para o povo Tupinambá”, comemorou o cacique.

LUIZ UAQUIM CRITICA HOSPITAL DA COSTA DO CACAU

Hospital Costa do Cacau.

Desde o fechamento do Hospital Regional, no bairro da Conquista em Ilhéus, que a população vem demonstrando insatisfação com o Hospital Costa do Cacau, seja pela sua localização, distante do centro da cidade, como pelo fato de não suprir todas as demandas do antigo Regional.

Essa situação foi duramente criticada pelo candidato a deputado federal, Luiz Uaquim: “Ao fechar o hospital Luiz Viana Filho, o Hospital Regional, o governo condena ao caos total, a saúde pública de Ilhéus e região. O que já estava ao deus dará, com o pouco atendimento que ainda existia, foi trocado por nada de atendimento. O hospital Costa do Cacau, uma obra de fachada, terceirizada sabe-se lá como, sequer cumpre a função básica de pagar os salários dos médicos, precisa, no mínimo de uma auditoria. Tudo, para saciar o projeto de poder do PT, e o reeleger ao governo do estado.
Por se tratar de uma obra “meia-boca”, esse castelo de areia pode culminar com mais mortes, por falta absoluta de atendimento médico-hospitalar. A folha de pagamento médico já se atrasa há mais de meses”.

Ainda, segundo Luiz Uaquim: “Algumas respostas precisam ser dadas à população, por parte do Ministério Público Federal, até mesmo porque o histórico dessa administração na Bahia é caso de polícia. Assim, vejamos: A que proporções tem que aumentar a fila da morte, para que o Ministério Público se mobilize e investigue? Existe algum político ligado aos contratos de gestão terceirizada?
O atraso de quatro meses na folha de pagamento do Costa do Cacau se deve a quê? As empresas contratadas para terceirizar a saúde pública da Bahia têm qualificações para assumir tamanha responsabilidade? As empresas que foram desclassificadas tinham realmente interesses de participar ou apenas cumpriam tabela? Muitos pacientes não têm sido atendidos. Qual o verdadeiro motivo? Essas e outras dúvidas devem ser esclarecidas, porquanto dizem respeito às vidas e ao suor dos baianos.”

CACÁ COLCHÕES ASSINA CARTA-COMPROMISSO EM PROL DO COOPERATIVISMO

 

Na noite da terça-feira, 11, o candidato a deputado estadual Cacá Colchões participou da solenidade de entrega da Carta-compromisso elaborada pelos dirigentes de cooperativas do Estado da Bahia dos ramos agropecuários, crédito, trabalho, educação,saúde, transporte , consumo e habitação. O evento aconteceu no auditório da Unimed, em Itabuna, onde a carta foi entregue a candidatos a deputado estadual, federal e senadores que se comprometeram a lutar pelo fortalecimento do cooperativismo na Bahia.

O presidente do Sistema de Crédito Cooperativo (SICREDI), Silvio Porto, apresentou as pautas prioritárias para o setor. Entre elas, a fiscalização da lei, a criação de uma comissão parlamentar dedicada a discussão do modelo cooperativista e o combate às cooperativas ilegais no âmbito estadual.

O candidato assinou o documento em que se comprometeu a incluir o cooperativismo entre os pleitos defendidos na Assembleia Legislativa durante o seu mandato. Em seu discurso, Cacá destacou o exemplo da Cooperativa de Transporte de Sergipe adotado pelo estado nordestino, modelo de organização, união e trabalho em prol da coletividade.

Cooperativismo – É um movimento social e econômico, em que participam empreendimentos legais, centrados em valores universais, como a participação democrática, a solidariedade, a independência e a autonomia, e são regidos pela Lei do Cooperativas.

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia