Olha a dificuldade.

A construção de uma rede de esgoto gera transtornos a moradores do Iguape. A obra, que deveria trazer benefícios aos moradores da Rua São Miguel, custa a ser concluída. Com o serviço pela metade, a água da chuva se mistura com esgoto e toma parte da via, além de invadir casas.

A comunidade procurou o Ministério Público, que acionou a Embasa, responsável pela obra, e a Prefeitura de Ilhéus. A notificação foi feita em fevereiro desse ano. Sete meses depois, o problema persiste.

O odor e o risco de transmissão de doenças é grande, sem contar a quantidade de mosquitos e ratos na região.