Do Pimenta

Assembleia.

Uma nova paralisação da Rede Municipal foi decidida em assembleia pelos Trabalhadores em Educação de Ilhéus. Serão dois dias na próxima semana – segunda (28) e terça (29) – marcados pela interrupção das atividades e atos públicos para conscientizar a população sobre os motivos do movimento e a realidade da categoria, segundo a Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI/APLB-Sindicato).

Os trabalhadores decidiram parar porque, segundo o sindicato, o governo municipal ainda não assinou o termo de compromisso firmado com a categoria que apresentou contraproposta ao executivo, inserindo ajustes como a troca do mês para implementação do retroativo dos servidores e a tabela salarial dos professores. Ficou acordado, ainda, o reajuste de 6,81% em maio e, na mesma folha deste mês, o pagamento da diferença de abril.

– Até o momento, mesmo ajustadas as alterações exigidas pela categoria, o termo de compromisso não foi assinado pelo executivo, motivo pelo qual a categoria decidiu parar em assembleia – explica a secretária intermunicipal da APPI/APLB Sindicato, Enilda Mendonça.