WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
policlinica itabuna secom bahia


maio 2018
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

academia vip

MÃE E DUAS FILHAS PEDEM SOCORRO NAS RUAS DE ILHÉUS

Ana Paula leva no colo a filha mais nova, que não consegue andar por causa de uma ferida na região do quadril.

A professora e militante Elisabeth Zorgetz publicou, nesta quinta (24), em sua página no facebook, relato que requer atenção das autoridades. O caso, que sintetiza tantos outros, mostra a Ana Paula e duas filhas – uma com dois anos e outra com 12, morando nas ruas de Ilhéus.

O relato lembra que, nos últimos três dias, choveu torrencialmente na cidade e as três enfrentaram o aguaceiro sob marquises do centro e zona sul de Ilhéus.

Elisabeth conta que, no colo da mãe, a filha mais nova aparenta fome e apresenta uma ferida na região do quadril, o que a impede de andar por muito tempo. De longe, a filha mais velha se protege do vento forte que sopra da Baía do Pontal.

De pedestre em pedestre, a mãe pede comida e fralda para as filhas. A todos, conta que veio a Ilhéus em busca da mãe, mas os desencontros da vida a deixaram no meio do caminho. Sem mãe, sem dinheiro e com duas filhas numa cidade desconhecida.

Acima, a foto de Ana Paula com a filha pequena no colo não tem o objetivo de expôr um pouco mais da miséria em que as três vivem, mas, como lembra Elisabeth, de facilitar o trabalho das autoridades em ampará-las.

E que as autoridades sejam breve em ampará-las, corrigindo um erro relatado por Ana Paula: ela já teria procurado o Conselho Tutelar e a secretaria de Desenvolvimento Social do município, mas nada teria sido feito.

3 respostas para “MÃE E DUAS FILHAS PEDEM SOCORRO NAS RUAS DE ILHÉUS”

  • Alex says:

    Por favor sabem me dizer se algo já foi feito pela mãe ? Obrigado!

  • Anônimo says:

    Pessoal, essa senhora vive com o esposo e essa criança em uma casa abandonada aqui no pontal. Encontrei com ela, ela mentiu dizendo q eram gêmeas as filhas (Ana Clara e Ana Júlia), vim na minha casa fiz uma enorme mala com cobertores e muitas roupas de criança. Me solidarizei por ter uma filha pequena tb. Dei alimentos prontos para as crianças. Enfim, ela mentiu dizendo que estava indo embora no outro dia para cidade natal dela q é Ibicarai.
    Ela já fugiu do conselho tutelar, entrei em contato com eles e fiquei sabendo das inúmeras vezes q tentaram ajudar inclusive levando para abrigo. E ela fugiu por ser usuária de drogas com o marido. O conselho precisa tomar providências por causa dessa criança.

  • Kercia costa says:

    Aonde posso encontrar ela? Eu quero ajudar em alguma coisa mais preciso saber aonde ela está ficando na rua

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia