Nota do diretório do PP em Ilhéus

Jabes. Foto Diário Bahia

O Partido Progressista, diretório de Ilhéus, vem a publico mais uma vez desmentir de forma categórica nota mentirosa divulgada pela Prefeitura de Ilhéus, relatando que o município teria uma divida de 200 milhões com a Embasa, de responsabilidade do governo passado.

Além desse desproposito, o PP informa à população que o próprio prefeito enviou para a Câmara Municipal um Projeto de Lei, aprovado no dia de ontem, propondo o pagamento de R$ 16.528.505,00. Desse modo, nota-se que o atual gestor, em documento oficial, apresenta um valor infinitamente menor do que o anunciado com estardalhaço. Além disso, neste mesmo documento o prefeito diz que a dívida remonta de 1996, ou seja, muito longe de ser de responsabilidade do governo passado.

Não custa lembrar que o senhor Mário Alexandre foi vice-prefeito de Newton Lima, cuja gestão também está no rol da inadimplência. Não consta, igualmente, que o atual governo tenha pago à Embasa, nesses 16 meses de desgoverno, um centavo sequer.

Vale ressaltar que o governo do ex-prefeito Jabes Ribeiro não reconheceu a divida com a Embasa, e já no inicio da gestão ingressou com uma medida judicial, obtendo liminar favorável em primeiro grau, sendo confirmada pelo Tribunal de Justiça, onde a ação encontra-se em andamento. Com a medida judicial o município recebeu Certidão Negativa, tendo firmado convênios com o Estado da Bahia durante todo período da administração, sem a necessidade de onerar os cofres públicos para pagamento de uma dívida discutível.
A população de Ilhéus tem sido sistematicamente enganada pela propaganda mentirosa e irresponsável onde prevalece sempre a má-fé, ao querer jogar a culpa do desastre da administração no governo do seu antecessor. Porém essa estratégia não está fazendo efeito, pois o povo de Ilhéus já não acredita em nenhuma notícia de responsabilidade da prefeitura, que perdeu totalmente a credibilidade perante os munícipes.