WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


abril 2018
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: 9/abr/2018 . 14:08

ALUNO E PROFESSORES DA UESC FABRICAM PRÓTESES MECÂNICAS DE BAIXO CUSTO

Imagine-se dormindo e sonhando que, com uma de suas mãos, você acaricia o seu rosto. Ao acordar você toca o seu rosto, mas não consegue sentir os dedos, o que lhe causa uma sensação estranha. Não existem dedos, não há mãos, restam apenas as marcas de uma cirurgia de amputação na altura do pulso.

E assim criar a possibilidade e o desejo de recuperar de alguma forma o membro perdido, motivou à execução desse projeto, a fabricação de uma prótese mecânica. Essa prótese foi resultante do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do discente Tiago Santa Fé, que teve como orientadores os professores Me. Erickson Fabiano Moura Sousa Silva e Me. Victor Hugo Martins de Almeida, do curso de Engenharia Mecânica, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus (BA).

A ideia foi colocada em prática graças à impressora 3D de baixo custo, montada pelos professores para o uso comum das atividades acadêmicas da Universidade, no ambiente do Laboratório de Projetos Mecânicos e Tribologia (LAPMET), do curso de Engenharia Mecânica, da UESC, em Ilhéus. Inicialmente, aluno e professores imaginavam um projeto que pudesse beneficiar animais amputados, e após conversarem com a professora Dra. Elisângela Barboza da Silva, do curso de medicina veterinária, passaram a enxergar além do que imaginavam, não somente a criação de próteses para os animais, mas também para pessoas.

A ideia foi criar uma prótese de baixo custo para pessoas de baixa renda, que sonham com uma prótese de membros superiores. Começaram a estudar e decidiram adotar a plataforma E-NABLE que é uma comunidade global formada por pessoas dispostas a colaborar para melhorar e difundir projetos de impressão 3D para próteses de mãos e braços, visando ajudar em especial crianças, mas também adultos, que nasceram com limitações nos membros superiores ou sofreram amputação seja por doença, guerra, acidente ou desastre natural.

O modelo impresso foi o Flex Hand, no qual a aparência é bem parecida com uma mão real. O protótipo é leve, prático e barato, tendo um valor médio de R$ 50 enquanto uma prótese normal pode custar em torno de R$ 5 mil, assim, a alternativa pode ser capaz de ajudar centenas de pacientes.

As peças principais, para que a mão mecânica pudesse utilizar o movimento do pulso e distribuir a força para o movimento de pegada entre os quatro dedos da frente e o polegar, foram produzidas na impressora 3D montada pelo grupo de pesquisa em manufatura aditiva do laboratório LAPMET da UESC. Outras peças necessárias foram, linha de nylon, parafusos e pequenas placas de espuma EVA, materiais baratos e acessíveis.

Para aprimorar ainda mais a prótese, e realizar outros projetos, por exemplo, para fabricação de órteses, é necessário um Scanner 3D para que possam extrair os moldes com precisão, equipamento difícil de adquirir diante do contingenciamento orçamentário do Estado da Bahia.

Para iniciar os testes com a prótese de baixo custo o grupo precisa também, do apoio e parceria com outras áreas do conhecimento como fisioterapeutas, psicólogos, psiquiatras, além do encaminhamento do projeto para avaliação e parecer do Conselho de Ética e Pesquisa da Universidade.

 

ILHÉUS: ADVOGADO FOI AMEAÇADO COM ARMA NA CABEÇA POR POLICIAIS, DENUNCIA OAB

Do Tabuleiro

O secretário geral da OAB subseção Ilhéus, o advogado Sanzio Peixoto, concedeu entrevista ao comunicador Vila Nova durante edição desta segunda-feira (09) do programa O Tabuleiro, representando a OAB, para falar sobre possível violação de prerrogativas que ocorreu na última sexta-feira na Delegacia de Polícia de Ilhéus quando houve conflito entre policiais civis e advogados.

De acordo com Sanzio, um advogado que estava no exercício de sua profissão, se dirigiu a delegacia para acompanhar uma prisão em flagrante e não permitiram que tivesse acesso ao seu cliente. Diante do fato o advogado que teve suas prerrogativas violadas entrou em contato com a OAB que encaminhou 2 representantes para mediar a situação, um do Tribunal de Ética e um Conselheiro Seccional da OAB. Os advogados aguardaram cerca de 2 horas para adentrar a delegacia, sendo que quando tiveram acesso a cliente, ela já havia dado o depoimento à polícia, tendo seu direito à defesa violado. Segundo relatos os advogados ainda receberam ordem de prisão por parte dos policiais que apontaram armas para as suas cabeças e os agrediram. Ainda de acordo com Sanzio o fato será apurado pela OAB, para as devidas providências.

“Nós estamos abertos ao diálogo, mas nós não podemos transigir com nossas prerrogativas profissionais, garantidas por lei. Nós não estamos pedindo favor para autoridade, estamos pedindo que a lei seja cumprida. O advogado tem direito de adentrar a delegacia de polícia, independente da presença do titular isso é lei aprovada pelo congresso nacional”. Disse.

Para Sanzio a advocacia não é opositora da polícia, mas trabalha em conjunto na percepção da justiça:

“O trabalho policial é de investigar, de fazer a segurança pública. O trabalho do advogado é garantir o direito de defesa de todo cidadão. A ordem dos advogados do Brasil não está aqui para acobertar conduta errada de advogado nenhum. Se houver algum excesso de algum advogado não temos problema nenhum em apurar e se houve excesso que o advogado responda ao devido procedimento administrativo disciplinar ou processo criminal, lhe sendo garantido o direito à ampla defesa e ou contraditório e nós exigimos que o mesmo seja feito com os agentes da polícia civil”, afirmou.

ILHÉUS: HOMEM É ASSASSINADO NO NOSSA SENHORA DA VITÓRIA

Homem morreu com 1 tiro

Do FRN

Um jovem apelidado de Budú, morador do Residencial Sol e Mar (minha casa, minha vida), foi assassinado na madrugada do domingo, 08, na Rua da Matriz, bairro Nossa Senhora da Vitória.

De acordo com informações obtidas no local do crime, a vítima estava em uma casa de shows no próprio bairro acompanhado de amigos, quando ao chegar em um bar do lado de fora da festa, foi surpreendido com vários disparos por um homem de bicicleta, porém apenas um tiro o atingiu. O Samu foi acionado pela polícia militar, mas ao chegar no local o homem já se encontrava sem vida.

Departamento de polícia técnica de Ilhéus procedeu com o levantamento cadavérico e o Núcleo de Homicídios da 7ª Coorpin comandado pelo delegado Andréa Oliveira está responsável pelas investigações.

PREFEITURA DESMENTE BOATO SOBRE INTERVENÇÃO EM ILHÉUS

A fake news (notícia falsa) é uma espécie de propagação do discurso do ódio. E na maioria das vezes parte de pessoas que torcem pelo quanto pior melhor. Por isso, a Prefeitura de Ilhéus vem a público tranquilizar a população e esclarecer que é mentirosa a notícia que vem sendo propagada nas redes sociais de que o Exército Brasileiro teria ocupado a cidade. Diríamos mais: irresponsável, também.

A segurança está sob o controle das autoridades do setor. A própria 68ª CIPM veio a público de manifestar seu repúdio ao boato, informando à população que não compartilhe a notícia de que tem o objetivo de propagar o medo. A briosa Polícia Militar tem o nosso apoio na luta incansável para manter a ordem social e a segurança do cidadão.

A notícia verdadeira e que, de fato, interessa à sociedade, é que a 68ª Companhia está investigando todas as denúncias que chegam ao conhecimento das autoridades de segurança e assegura que neste mês de abril o policiamento ostensivo tem se intensificado em todas as áreas da cidade, inclusive com apoio da Unidades Especializadas.

A Prefeitura assegura a todo cidadão e cidadã nascido ou residente em Ilhéus, que a ordem pública prevalecerá.

Ilhéus, 9 de abril de 2018.

Prefeitura Municipal de Ilhéus



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia