Por Ramayana Vargens

Irmã Georgina.

Irmã Georgina Costa, carismática Diretora do Instituto Nossa Senhora da Piedade, completa nesse próximo domingo, 25 de março, 50 anos de seus votos religiosos. Como a data de seu ingresso na Ordem Ursulina das Irmãs da União Romana ocorre no Domingo de Ramos, início da Semana Santa, a freira dispensou qualquer comemoração, por considerar o período inapropriado para festejos.

Maria Georgina Carvalho de Azevedo Costa, 77 anos, ou simplesmente Irmão Geo, como os alunos carinhosamente a chamam, veio para Ilhéus em 1985. Desde então, passou a dedicar-se à Piedade com intenso fervor, imprimindo uma visão inovadora, corajosa e pioneira na Educação de Ilhéus.

Querida por toda a comunidade, a “Mãezona da Piedade” é considerada, entre todas as Irmãs que já passaram pelo INSP, aquela que mais se aproxima do espírito desbravador e da capacidade transformadora de Madre Thais, a fundadora do tradicional colégio das freiras.

Durante as diversas gestões em que esteve à frente da instituição, implantou novo dinamismo no ensino da Piedade, investindo na formação ininterrupta do corpo docente e estabelecendo uma comunicação fraterna, solidária e desburocratizada com os estudantes e suas famílias.

Acredita no diálogo como ferramenta fundamental da educação e manteve seu gabinete, sempre, de portas abertas para todos que a procuram. Estabeleceu uma pedagogia voltada para o amanhã, tendo em vista a formação humanista de professores e alunos.

Apesar das dificuldades, promoveu sistemática participação do professorado em cursos, congressos, palestras, encontros e viagens de interesse cultural, em diversas partes do Brasil e no exterior.

Em 2008, iniciou o programa de Educação Global, em parceria com escolas ursulinas dos Estados Unidos e da África do Sul. Cerca de 100 alunos do INSP e mais de uma dezena de professores tiveram oportunidade de frequentar escolas e famílias em cinco estados americanos e em duas capitais africanas.

O mesmo programa de intercâmbio trouxe para Ilhéus dezenas de alunas dos colégios estrangeiros visitados.

Irmã Georgina conseguiu reconhecimento da Piedade no Programa de Escolas Associadas da UNESCO e, em 2014, foi distinguida, em Nova York, com o Prêmio de Excelência em Educação da ODAEE (Organização das Américas para Excelência Educativa).

Irmã Geo desenvolveu uma estratégia pedagógica alicerçada na construção de projetos interativos, valorizando (além dos conteúdos tradicionais) um profundo mergulho nas artes e na contextualização do aprendizado com as demandas sociais do mundo globalizado.

O espetáculo “Cidadão Jesus”, apresentado durante a Semana Santa, e o desfile de uma escola de samba (com mais de mil participantes), mostrando na avenida Soares Lopes um enredo crítico sobre os 500 anos da descoberta da América, deixaram fortes lembranças na memória da comunidade ilheense.

Além de estar atenta às inovações tecnológicas (o INSP criou o primeiro laboratório escolar de informática na região), sob sua direção, a Piedade incrementou a participação do alunado em diversas modalidades esportivas, culminando com a reforma do ginásio e a construção da piscina semiolímpica.

Irmã Georgina nasceu em Salvador, formou-se em filosofia e pedagogia, no Rio de Janeiro e na Bélgica, e (além da direção do colégio e coordenação do ensino) dirigiu o noviciado e lecionou filosofia no curso de magistério. Entre os anos de 2000 e 2006 foi eleita Provincial das ursulinas no Brasil. Recebeu do Município o título de cidadã ilheense e, como gosta de futebol (torcedora do Bahia) fica triste quando o Colo-Colo perde.

Ao proferir seus votos religiosos, em 1968, recebeu São Jorge como seu santo padroeiro – o mesmo de Ilhéus e, também, inspirador de seu nome próprio. Salve Jorge! Viva Gerogina!