WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia


fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  


:: 28/fev/2018 . 14:17

ILHÉUS: PREFEITURA VAI COMPRAR SACO DE CIMENTO A R$ 50 E LITRO DE SOLVENTE A R$ 99

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), foi às compras e leitores atentos do ILHÉUS EM RESUMO não deixaram passar itens do carrinho que assustam pelo preço ou pela forma como serão adquiridos.

Por meio do pregão presencial número 046/2017, a prefeitura pode comprar da empresa Paulo de Tarso dos Santos Eireli EPP (lote 2), cal, cimento e outros itens – a firma é de Valença e a homologação do resultado da licitação foi publicado no diário oficial do dia 16 de fevereiro (confira aqui).

Aparentemente, tudo normal, menos se a prefeitura não fosse adquirir 5 mil unidades de cimento a 50 reais cada uma. O produto, vendido em saco de cinquenta quilos, custa de 18 a 25 reais nas lojas da cidade, a depender da marca. Já a cal para pintura vai sair a R$ 3,60 cada um dos 50 mil quilos. Na internet, o saco com 8kg não sai por mais de 15 reais.

Marão também colocou no carrinho 100 rolos de fita zebrada para sinalização. Comprou cada uma a 20 reais. Na internet, o rolo, da marca Adelbras – escolhida pela prefeitura, sai por até R$ 7,80.

Já da empresa Daniela Bulcao Matos Epp, da cidade de Candeias, Marão vai comprar material de pintura. O ilheense vai pagar, pelo galão do esmalte sintético acetinado, R$ 205, e pela lata do esmalte sintético brilhante, R$ 120,33. O ILHÉUS EM RESUMO, que gosta de economizar nas compras, pesquisou. A loja Buriti, por exemplo, vende o primeiro item a R$ 115 e o segundo a R$ 83.

Não menos cara foi a compra de solvente à base de aguarrás. Numa pesquisa na internet, encontramos a lata com 900ml sendo vendida a R$ 11,99. Já a prefeitura vai pagar 99,33 reais por cada um dos 1000 litros previstos no edital da licitação.

Outro item do carrinho de Marão que nos toma a atenção é a compra de vergalhões. Serão empenhados cerca de 4,1 milhões de reais para comprar esse tipo de material. E não para por ai: a licitação orçou o preço do quilo do vergalhão e não a unidade. Por cada quilo da peça de 12,5mm, a prefeitura vai pagar R$ 234, por exemplo.

Para tirar a dúvida, ligamos para a Blocolar, empresa bastante conhecida na cidade. Orçamos os vergalhões de 12,5mm e de 10mm. A peça (e não o quilo) do primeiro sai por R$ 57,75 e a do segundo por R$ 36,90.

Cabe aqui lembrar que o edital 046/2017 visa o registro de preço, o que seria uma espécie de orçamento que a administração pública faz, mas que não a obriga a adquirir, total ou parcialmente, os produtos.

No entanto, cabem questionamentos quanto aos preços homologados serem, visivelmente, acima dos praticados pelo mercado, assim como é de se estranhar a compra de peças de metal por quilo, o que não é usual.

No dia 22, questionamos a Secretaria de Comunicação Social (Secom) sobre os pontos elencados acima e fomos informados apenas que essa licitação passaria por nova fase de apresentação de preços por parte das empresas.

O espaço, claro, segue aberto para esclarecimentos.

CONSTRUÇÃO DO CENTRO DE RECUPERAÇÃO DE ANIMAIS É PRIMEIRO PASSO PRA INSTALAÇÃO DO PORTO SUL

Da Secom/Ilhéus

Visita

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado pelo vice-prefeito, José Nazal, esteve hoje pela manhã (27), no centro de visitas do projeto Porto Sul e o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras), nas proximidades da Vila Juerana, na zona norte da cidade. “Tudo isto aqui é um sonho de mais de 50 anos da região”, resumiu Mario Alexandre. Para a retomada das obras estruturantes do Porto Sul, o projeto recebe investimentos do Governo da China, e, quando concluído, será um dos principais exportadores de minério de ferro, grãos, biocombustíveis e fertilizantes, transportados pela Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). De acordo com a Bahia Mineração (Bamin), a implantação do Cetras atende as exigências determinadas pelos órgãos ambientais e é mais uma etapa vencida pelo empreendimento. Antes de seguir para o Cetras, os diretores apresentaram a maquete de todo o projeto e exibiram um vídeo institucional de como ficará o Porto Sul depois de pronto.

Ao agradecer a visita do prefeito Mário Alexandre, o novo presidente da Bamin, Eduardo Ledsham ressaltou a parceria do governo municipal que, na sua opinião, tem sido de fundamental importância para início e conclusão das obras. “Temos uma relação muito boa com a Prefeitura de Ilhéus e a nossa intenção é caminhar juntos, pois se refere a uma iniciativa que é um desafio não apenas para o município e estado, mas para o país”, destaca. “Hoje, estamos iniciando os primeiros trabalhos de infraestrutura básica da preparação dos projetos ambientais que antecedem o início das obras. O Cetras será uma referência no Estado da Bahia, cujo investimentos serão em tratamento e coleta da flora e fauna, passo importante para a realização do projeto final”, conclui Ledsham.

Corredor de desenvolvimento – “Uma vitória para Ilhéus. Este complexo vai transportar minério de ferro e escoar a produção de grãos do oeste da Bahia para todo o Brasil. Essas obras representam a implantação de um corredor de desenvolvimento, ao longo de toda a ferrovia, viabilizando grande parte do interior da Bahia para o mundo e a passagem por Ilhéus é de extrema importância”, sugeriu o prefeito. Ele disse ainda que em breve, surgirá um grande complexo que será mais uma alternativa de geração de renda e emprego com a ampliação do fortalecimento da indústria local e regional.

Já José Nazal, que também ocupa o cargo de secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, avalia de forma positiva a retomada das obras e disse que a área de implantação do Cetras é a porta de entrada do Porto Sul. “O resultado disso é ver as nossas matas ciliares recuperadas e o resgate da flora na região. Atualmente o município arca com o custo de captura e transporte de animais silvestres que estão em extinção ou doentes e, enviá-los para Porto Seguro. É um sonho que esperamos que der certo pelo bem da nossa cidade”, pondera.

Fauna e flora – Ananda Narson Silva é bióloga e responsável pelo Cetras. Ela frisa que o órgão nasce com o objetivo de receber, reabilitar e devolver à natureza, animais capturados em projetos de resgate de fauna e flora (através dos viveiros) das áreas de mineração. “Na primeira fase de obras, a expectativa é de receber um porte bastante reduzido desses animais. A capacidade é abrigarmos até 800 animais. Contudo, iremos trabalhar para que estes não precisem vir para tratamento, através das técnicas de resgate e afugentamento em campo, aumentando o percentual de reintrodução desses animais sem que eles precisem ficar no Cetras”, explica a bióloga.

A ferrovia terá ao todo, 1.527 km de extensão e vai interligar Figueirópolis, no Tocantins, às cidades baianas de Caetité e Barreiras, até chegar ao Porto Sul, em Ilhéus com retomada as obras para 2019. A ferrovia faz parte do projeto do complexo intermodal, que prevê ainda a construção de um novo aeroporto e do Porto Sul em Ilhéus. Ao todo, são quinhentos hectares vão ser construídos na região de Aritaguá, em Ilhéus. Participaram também da visita, os diretores da Bamin, Aildo Fonseca (Logística); Alberto Vieira (Engenharia), entre outros técnicos da concessionária, além dos secretários municipais de Comunicação, Alcides Kruschewsky e de Relações Institucionais, Sérgio Sousa.

ESTRADA DO CACAU E DO CHOCOLATE AVANÇA COMO PRIMEIRA ESTRADA TEMÁTICA

Da Secom/Ilhéus

Reunião

As primeiras placas de sinalização já estão instaladas às margens da rodovia BA 262. Nos 44 quilômetros entre a primeira fábrica do chocolate caseiro, localizada no Distrito Industrial de Ilhéus, e o entroncamento com a BR 101, no município de Uruçuca, o projeto da primeira estrada temática da Bahia traduz no cenário bucólico das fazendas de cacau, a oportunidade de reunir história, tradição e bons negócios, criando-se um novo equipamento turístico para toda a região.

A formatação da Estrada do Cacau e do Chocolate está em pleno andamento. Nesta fase anunciada em um encontro hoje (28) pela manhã, com produtores e entusiastas da iniciativa, caberá ao Sebrae unir os equipamentos, qualificar os novos protagonistas desta história e lincar cada produto que faz parte desta rota para que fábricas de chocolates gourmet, fazendas históricas, assentamentos, unidades industriais chocolateiras e até instituições de ensino possam fazer parte de uma única história, de um tema que une toda uma região produtora de cacau e derivados.

Esperanças renovadas – “O chão do cacau, a produção, o chocolate que renova nossas forças econômicas, fazem parte de muito do que a gente quer mostrar. Este é um pedaço histórico da região, que ganha força após cinco anos de debate”, destaca o vice-prefeito de Ilhéus e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes), José Nazal, presente ao encontro.

A expectativa é de que, já durante a 10ª edição do Festival Internacional do Chocolate, que acontecerá entre 18 e 22 de julho, em Ilhéus, o projeto esteja em atividade, com algumas fazendas já atuando com receptivo. Nazal projeta: “Iniciamos agora no segundo semestre deste ano e chegamos ao verão de 2019 como uma nova opção de turismo, conhecimento e lazer para os moradores da região e para os visitantes”.

Neste encontro realizado no Sebrae, estiveram presentes representantes do Governo da Bahia, de Prefeituras regionais, produtores – alguns com equipamentos já formatados e outros em busca de mais informações sobre a estrada. Da Prefeitura, além de Nazal, estiveram o secretário interino de Turismo e Esporte, Hélio Ricardo de Jesus; e da Industria e Comércio, Paulo Sérgio Santos.

Tradição e inovação – A tradição da família do agricultor Waldemar Policarpo, há décadas dono de uma fazenda que já produz chocolate Gourmet, juntou-se à proposta do produtor Carlos Tomich, que organiza sua propriedade para ser ponto de visitação. O primeiro, filho da terra, cresceu vendo o trem passar pela velha estação do Rio do Braço. Tomich, mineiro de Teófilo Otoni, pensa em agregar valor. No centro de Ilhéus é dono do prédio Bataclan, cenário dos romances de Jorge Amado. “Formatar a fazenda como mais uma opção de lazer é agregar valor ao que já tenho”, raciocina.

O primeiro roteiro turístico temático da Bahia abrange inicialmente os municípios de Ilhéus e Uruçuca, apresentando a sua potencialidade histórica nos cenários das fazendas de cacau e as belezas naturais encontradas em seu trajeto, a exemplo de rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental. Inclui ainda as fábricas do parque moageiro de cacau, no Distrito Industrial de Ilhéus, fazendas/fábrica de chocolate gourmet, a Estação Rio do Braço, sede do antigo distrito de Ilhéus e a Biofábrica do Cacau. A Estrada do Chocolate também resgata para os visitantes cenários da obra do escritor Jorge Amado, conhecida em todo o mundo.

SINE OFERECE 9 VAGAS DE EMPREGO EM ILHÉUS

Confira a relação de vagas oferecidas pelo SINEBAHIA disponíveis para quinta-feira dia 01 de março de 2018.

GERENTE DE SUPERMERCADOS
Ensino Superior Incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função com registro em Carteira de trabalho
02 Vagas

OPERADOR DE RESSONANCIA
Ensino Superior Completo em Biomedicina ou Tecnólogo em Radiologia
Experiência mínima de 06 meses com operação de ressonância magnética
01 Vaga

RECEPCIONISTA BILINGUE
Ensino Médio Completo
Disponibilidade de horário
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 Vaga

COZINHEIRO DE RESTAURANTE
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 06 meses na Carteira
01 Vaga

COZINHEIRO DE RESTAURANTE (petisqueiro)
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima na função
01 Vaga

MANICURE
Ensino Médio Completo
Experiência na Função
Preferência morar na zona sul
01 Vaga

EMPREGADA DOMÉSTICA
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 06 meses na Carteira
01 Vaga

SALGADEIRO
Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 06 meses na Carteira
01 Vaga
Interessados devem se dirigir a unidade do SineBahia no SAC sala 14, situada à Rua Eustáquio Bastos, 308 Centro Ilhéus e/ou acessar o site empregabrasil.mte.gov.br
Imprescindível portar CTPS, RG, CPF

APÓS RECLAMAÇÕES, UESC SUSPENDE ATIVIDADES DE RESTAURANTE

Do Blog do Gusmão

Uesc

Publicado hoje (27) no site da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), um comunicado informa a suspensão das atividades do restaurante universitário. A interrupção dos serviços vai começar às 16 horas desta terça-feira.

Conforme a Subgerência de Serviços Auxiliares da UESC, a medida é necessária para a realização de uma reforma nas instalações do restaurante. A unidade voltará a funcionar assim que o trabalho for concluído. A nota não informa previsão para o fim do serviço.

O anúncio da universidade chega menos de uma semana após o episódio em que estudantes afirmaram que se sentiram mal depois de comer no restaurante.

ILHEENSES RECLAMAM DO LIXO NAS RUAS

Lixo na Avenida Princesa Isabel.

Cidadão atento, o militante político Jerberson Josué questiona: o que houve com a coleta de lixo em Ilhéus? Desde o fim do carnaval há relatos de ilheenses sobre a irregularidade da coleta. A princípio, equipamentos da empresa Solar Ambiental estariam passando por manutenção, mas lá já se vão 15 dias e nada da normalidade.

Tem fotos de lixo na sua rua? Envia pra cá, quem sabe conseguimos ajudar a prefeitura e a Solar a identificar os pontos sujos e limpar.

ILHÉUS: VEREADOR SE RECUSA A LER A BÍBLIA NO INÍCIO DA SESSÃO

Do Ilhéus 24h

Plenário da câmara.

O vereador Makrisi (PT), secretário geral da Câmara de Vereadores de Ilhéus, presidiu a sessão desta terça-feira (27). Ao abrir os trabalhos legislativos, o parlamentar foi questionado pelos vereadores Luiz Carlos Escuta (PP), Tarcísio Paixão e Ivo Evangelista (PRB), o porquê da não leitura do salmo bíblico na abertura da sessão.

Makrisi respondeu aos colegas alegando a laicidade do Estado, e que a Câmara foi questionada pelo Fórum Municipal de Promoção à Igualdade Racial e por representantes dos Povos de Terreiros por causa da leitura dos salmos. Mesmo sendo católico, o vereador entende que a Constituição deve ser respeitada e que nenhuma das religiões pode sobrepor-se ao Estado democrático de direito.

“Tenho a minha fé, que inclusive tem a Bíblia como símbolo principal, mas não posso impor isto ao outro”, disse o vereador. Makrisi ainda questionou qual seria a reação dos cristãos, caso fossem lidos trechos do alcorão ou cantos de religiões matriz africana durante os trabalhos da Casa. “Certamente causaria muitos questionamentos”, afirmou o parlamentar.

REFORMA: ESCOLA INFANTIL DE OLIVENÇA É ENTREGUE À COMUNIDADE

Da Secom/Ilhéus

Escola reformada

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, inaugurou ontem (26) a reforma completa da Escola Semente da Esperança, localizada em Olivença, zona sul do município. “Temos trabalhado para melhorar os espaços em que vivemos. O que estamos presenciando aqui não é apenas um prédio recuperado. Vejam vocês mesmo como está funcionando, por que eu enxergo a satisfação no rosto de cada um de vocês, sejam professores, pais ou alunos”, disse.

Assim como a Escola Semente da Esperança, outras nove unidades da rede municipal também estão sendo totalmente reformadas, com recursos próprios da Prefeitura. “Estamos recuperando dez unidades escolares, onde a divisória improvisada de antigamente tornou-se parede de verdade. E construindo a Escola de Piaçaveira, com um olhar de respeito com a educação das nossas crianças”, disse Mário Alexandre.

SECRETÁRIA DE SAÚDE DE ILHÉUS SOFRE DERROTA

Do Blog do Chico Andrade

Reunião da derrota.

Durante essa terça feira, a secretária de saúde de Ilhéus, Elizângela Oliveira, sofreu uma fragorosa derrota. Elizângela tentou ser eleita coordenadora adjunta da CIR. Sem prestígio com os secretários municipais de saúde da região, a secretária ilheense obteve, além de seu próprio voto, apenas o voto do representante do município de Uruçuca. A secretária de saúde de Ilhéus assistiu a vitória da atual secretária de saúde do município de Una, Gleiciane Birschner.

A Comissão Intergestora Regional é composta pelos secretários municipais de saúde da região ( Ilheus, Itacaré, Una, Mascote, Canavieiras, Santa Luzia, Uruçuca e Arataca).

A CIR tem como atribuição discutir ,planejar e pactuar as ações e serviços de saúde em todos os níveis de complexidade. Eleita, Gleiciane deverá coordenar as pautas e reuniões de interesse regional, bem como fazer a interlocução com o Secretário Estadual de Saúde quando necessário, defendendo as necessidades dos municípios da região cacaueira e debatendo assuntos relevantes no quesito saúde.

SANTA CASA DE ILHÉUS NEGA NEGLIGÊNCIA EM ATENDIMENTO A PACIENTE

Da Secom/Ilhéus

Paciente foi atendido dentro da ambulância.

Através de uma Nota Pública, a Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus nega que tenha havido falta de atendimento a um paciente com sequelas de AVC, notícia que ganhou repercussão nas redes sociais após uma enfermeira do Samu gravar um vídeo, expondo a imagem do paciente e criticando a demora de providências por parte dos médicos da instituição, que, segundo ela, levaram 10 minutos para iniciar os procedimentos.

“O paciente em questão foi atendido duas vezes pelo médico de plantão na ambulância estacionada em frente a Unidade de Urgência e Emergência. (…) O quadro clínico não tinha risco imediato de vida, até mesmo por que foi trazido por uma ambulância básica do Samu, sem médico”, esclarece a Santa Casa. “Após a avaliação, foi feito contato com o médico regulador do próprio Samu e, em comum acordo, o paciente foi transferido para o Hospital Costa do Cacau”, informa a nota.

A Santa Casa reconhece que este período de transição e adaptação na Assistência à Saúde que o município vem atravessando, aumentou consideravelmente a demanda na Unidade de Urgência e Emergência do Hospital São José. “Muitas vezes ultrapassando a capacidade instalada em até três vezes dos seus leitos de observação”, daí o atendimento inicial ter ocorrido na própria ambulância.

“A equipe da unidade mesmo quando não consegue acolher e atender os pacientes nas condições devidas, em nenhum momento deixou de desprender esforços junto a Rede de Regulação e Secretaria de Saúde/Samu para contrareferenciar esses casos”, assegura a Santa Casa.

Medida antiética – A secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, criticou hoje (27) a postura da enfermeira envolvida na polêmica e autora da gravação. A secretária considerou antiético o fato de a profissional gravar imagens do paciente, expondo-o desnecessariamente enquanto que, como profissional da saúde e responsável pelo encaminhamento do mesmo, deveria estar buscando providências para o atendimento reivindicado. Ao gravar cenas de constrangimento de quem precisava de ajuda médica, a socorrista extrapolou as suas funções e transgrediu a ética profissional. A Sesau vai abrir uma sindicância para apurar o fato.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia