Marão vai perder no silêncio?

Não fica bem para o prefeito Mário Alexandre o silêncio seguido de aparente inércia diante do cancelamento de voos que a Azul opera, até então, entre os aeroportos de Ilhéus e Salvador. O fim dos horários das 6h e 23h foi noticiado, em primeira mão, pelo ILHÉUS EM RESUMO (lembre aqui).

Os voos já comprados para datas posteriores a 19 de fevereiro estão sendo remarcados pela companhia aérea. A combinação de horários de ida e volta permitia que ilheenses fossem e retornassem à capital baiana no mesmo dia, sem precisar enfrentar 7 horas de estrada, sem contar os preços sempre atrativos.

O cancelamento foi divulgado por este blog há oito dias e a prefeitura não emitiu sequer uma linha sobre o tema. A perda dos voos é um prejuízo também para turistas, que vêem uma oportunidade a menos de vim à cidade.

Ainda que fosse uma decisão irreversível da empresa, que conta com subsídio do governo do estado para operar voos na Bahia, o prefeito Mário Alexandre deveria, no mínimo, demonstrar que se interessa pelo tema.

Se é pra perder, que perca brigando para reverter a decisão e não no absoluto silêncio.