Ato de assinatura

 

O vice-governador da Bahia, João Leão, assinou hoje (1º) pela manhã, durante a 29ª edição da Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro), que acontece no Parque de Exposições de Salvador, o contrato para a realização das intervenções que resultarão na implantação da Estrada do Cacau e do Chocolate, entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca. De acordo com o secretário municipal de Turismo e Esportes (Sertur), Roberto Lobão, que esteve presente à solenidade, o ato é uma espécie de autorização da Ordem de Serviço para a implementação do projeto.

“A proposta do governo da Bahia é ainda estruturar o funcionamento do roteiro para esta alta estação e, nesse sentido, ficaram acertadas algumas medidas que visam desburocratizar o processo”, assegura Lobão. Caberá à Associação de Turismo de Ilhéus (Atil) a execução do projeto, conforme convênio assinado pelo presidente da entidade, Rafael Espírito Santo, com o Estado. “O governo da Bahia assegura, portanto, uma antiga reivindicação do trade turístico local, fortalecendo o nosso turismo rural e de negócio”, disse Lobão.

Este será o primeiro roteiro turístico temático da Bahia e, inicialmente, vai abranger os municípios de Ilhéus e Uruçuca, apresentando a sua potencialidade histórica nos cenários das fazendas de cacau e as belezas naturais encontradas em seu trajeto, a exemplo de rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental.

A Estrada do Cacau e do Chocolate ainda inclui ainda as fábricas do parque moageiro de cacau, no Distrito Industrial de Ilhéus, fazendas/fábrica de chocolate gourmet, a Estação Rio do Braço, sede do antigo distrito de Ilhéus e a Biofábrica do Cacau. A Estrada do Chocolate também resgata para os visitantes cenários da obra do escritor Jorge Amado, conhecida em todo o mundo.

Ainda participaram do ato de assinatura, os secretários estaduais José Alves Peixoto (Turismo), Vivaldo Mendonça (Ciência e Tecnologia), Vitor Bonfim (Agricultura, Pesca, Irrigação e Reforma Agrária), Cássio Peixoto (Infraestrutura Hídrica e Saneamento) e Jerônimo Rodrigues (Desenvolvimento Rural).