Do Blog do Gusmão

Regional

Segundo a Prefeitura de Ilhéus, o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, disse que não há motivo para apreensão por parte dos servidores estaduais lotados no Hospital Geral Luiz Viana Filho. Como informamos mais cedo, os trabalhadores vão realizar um protesto hoje à tarde.

Ainda conforme a prefeitura, o secretário tratou do assunto durante reunião com o governador Rui Costa (PT) e o prefeito Mário Alexandre (PSD).

Uma das queixas dos funcionários é a falta de informações precisas sobre o seu destino no serviço público. Vilas-Boas, por sua vez, explicou que “uma parte dos atuais servidores lotados no Hospital Luiz Viana Filho será realocada para o Hospital Costa do Cacau e outra parte ficará na unidade, que permanecerá aberta, com atendimento pediátrico, até o início da reforma que vai transformar o atual hospital em unidade materno-infantil municipal.”

Já os servidores de áreas administrativas do Hospital Regional, conforme o secretário, podem optar pela transferência para outras unidades estaduais instaladas no município ou na Região Sul. Segundo ele, a Superintendência de Recursos Humanos (SUPERH) da SESAB coordenará o processo de transição dos funcionários a partir desta semana.

Em relação aos trabalhadores terceirizados que prestam serviços ao Hospital Regional, o secretário afirmou que “serão readmitidos, majoritária e preferencialmente, nas vagas disponibilizadas no Hospital Regional Costa do Cacau.”