Acesso ao alimento saudável de qualidade, reutilização de materiais extraídos da natureza e industrializados, além da preservação e conservação do meio ambiente. É o que está sendo proposto pela secretaria municipal de Educação (Seduc), que realiza nesta quarta-feira, dia 22 de novembro, a 2ª expofeira de culminância do projeto “Agricultura Familiar – Plantando e Colhendo Saberes, com um novo olhar através do Programa Despertar”. A ação acontece na Rua Prado Valadares, no centro, a partir das 10h30min sob a coordenação da Escola Nucleada do Banco do Pedro, que atende hoje cerca de 580 alunos.
De acordo com a professora Kaliane Soares, o evento reúne pais, alunos, professores e a comunidade do campo, com o intuito também de comercializar produtos reutilizáveis, além de oferecer degustação de variados doces e alimentos alternativos. “O projeto nasceu com a proposta de chamar a atenção dos alunos da rede municipal de ensino sobre a importância da alimentação saudável. Deu tão certo que agora, reúne os pais que são verdadeiros promotores de saberes numa atividade multidisciplinar”, ressalta.
Ações sustentáveis – Kaliane lembra ainda que na edição passada, o projeto contemplou trabalhos sobre a agricultura familiar, mas que agora, ganhou uma nova roupagem a partir da adesão do Programa Despertar. “Este programa envolve professores e coordenadores pedagógicos nas suas respectivas unidades de ensino, no desenvolvimento de projetos de ações sustentáveis com estudantes em sua comunidade local, desde o próprio ambiente escolar até a maneira de conviver com a natureza”, conclui a coordenadora.
Os coordenadores do projeto informam ainda que, para o próximo ano, serão oferecidas oficinas de alimentação alternativa, que vão demonstrar a importância da proposta de soberania alimentar, proposta da construção de um modelo alternativo, na criação da concepção do consumo coletivo agroecológico. O Programa Despertar está presente em 86 municípios do estado da Bahia e é mantido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/BA), entidade ligada a Federação da Agricultura do Estado da Bahia (FAEB), em parceria com a prefeitura para o gerenciamento das ações do programa no município.