WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: 25/set/2017 . 16:57

MARCHA REÚNE 1500 INDÍGENAS EM ILHÉUS

Da Secom-Ilhéus

Caminhada indígena.

Uma grande caminhada indígena, celebrada há 17 anos, reuniu cerca de 1.500 indígenas, das tribos Tupinambá, Pataxó e Pataxó Hã-Hã Hãe, na manhã de domingo, dia 24, em Ilhéus. O evento culminou o encontro das tribos, promovido pelos Tupinambás de Olivença, sob o tema “Em defesa da descriminalização dos povos indígenas”, além da presença de autoridades e populares. Ao todo, 23 comunidades marcharam de Olivença em direção ao Cururupe, à margem da rodovia BA-001, em Memória dos Mártires do Massacre do Rio Cururupe.

O vice-prefeito de Ilhéus e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal Pacheco Soub, representou o governo municipal na manifestação e destacou a importância do apoio institucional em prol da luta indígena. “Essa luta social deve ser pacífica diante das demandas postas pelos indígenas, também negociada e dialogada, visando o direito de cada um”, avaliou.

A comunidade Tupinambá, de Olivença, recebeu, entre os dias 21 a 24 de setembro, representantes das tribos Pataxó e Pataxó Hã-Hã Hãe, vindos de Pau Brasil, Porto Seguro e Coroa Vermelha,  para discutirem a valorização da cultura indígena regional. Este ano, o movimento foi chamado de Mupoíba. Nos dias 21 e 22, o primeiro acampamento dos povos indígenas do sul da Bahia, foi montado na praça Dom Eduardo, no centro histórico da cidade. Entre as manifestações culturais, apresentaram a ‘Tohe Porancy’, dança típica da cultura.

De acordo com Cláudio Tupinambá Magalhães, a visão sobre os índios tem mudado com a posição deles na sociedade atual. “Com o movimento dos próprios indígenas, a partir de suas organizações, temos conseguido se firmar na sociedade e mostrar que ser indígena é fazer parte deste tempo social. Algumas questões mudaram também porque as pessoas que estudam, pesquisam e entram em contato com essa temática, pensam de maneira diferente”, ressaltou.

Assembleia – No sábado, 23, aconteceu uma assembleia do indígena do Sul e Extremo Sul da Bahia, no Colégio Estadual da Aldeia do Acuípe de Baixo, zona rural de Ilhéus. Além do tema “Estratégias para garantir os direitos dos povos indígenas”, discutiu-se a relação da disputa por territórios na maioria dos estados brasileiros, onde ocorreram as maiores batalhas, tendo como consequência a morte de muitos índios, conforme dados do IBGE. Também houve uma mesa redonda entre os caciques, entidades indigenistas, parceiros e aliados. Fechando o ciclo de discussões, uma mesa redonda abordou os desafios dos povos indígenas do sul da Bahia, composta por lideranças das tribos.

Participaram da assembleia, representantes das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e de Educação; da Coordenação de Educação Indígena da Bahia; Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB),  Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade do Estado da Bahia (Uneb), universidades dos estados do Rio de Janeiro e Pernambuco, além do chefe de Apoio dos Povos Tradicionais de Ilhéus, o cacique Ramon Tupinambá; deputados estaduais, federais e vereadores.

Memória – Segundo a história, os índios já habitavam no Brasil quando os portugueses chegaram em 1500. Desde esta data, o que se viu foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. De acordo com os centros de pesquisas indígenas, o processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras. Em linhas gerais, o preconceito contra a cultura e costumes dos primeiros habitantes desse país, vem desde o Século XVI, com o trabalho dos jesuítas, que promoveu um aculturamento étnico.

REPORTAGEM MOSTRA PROBLEMAS DA SAÚDE EM ILHÉUS

São três psiquiatras para atender 3 mil pacientes. Faltam fraldas geriátricas e pessoal em todos os setores da saúde em Ilhéus.

Clique aqui e veja a reportagem.

PARADA LGBT DE ILHÉUS REFORÇA COMBATE À HOMOFOBIA

Parada Gay de Ilhéus

Um ato de combate ao preconceito e a homofobia. Por direitos e pela vida. A Parada LGBT realizada neste domingo deu um colorido especial à avenida Soares Lopes. A organização foi de Léo Novaes e Diala Magalhães. Além de chamar atenção da sociedade para as suas garantias como cidadão e cidadã, manifestantes aproveitaram o evento para protestar contra a violência que resultou na morte de Tyrone Thomaz de Aquino, ativista do movimento, assassinado em Ilhéus. O evento animou a avenida com apresentação de bandas no trio elétrico e a presença de militantes ícones do movimento, como Aysha Pink, a DJ Kelly Cooper e Fera Sunshine.

Segundo Diala Magalhães, ativista e membro da organização, a expectativa era de receber 15 mil pessoas na avenida Soares Lopes. Porém esse ano houve uma queda no número de público, mas não atrapalhou a alegria e a essência do desfile, que é levar informação e diversão para as pessoas. “Alegria pura, na avenida hoje, isso é contagiante, mesmo com toda dificuldade conseguimos realizar a parada, isso que importa, sensação de dever cumprido”, completou.

Léo Novais explica que as pessoas têm a impressão de que a parada gay é só festa. “É um movimento em busca de direitos iguais, nem mais nem menos, apenas os direitos de qualquer cidadão previstos na Constituição“. Durante o cortejo algumas frases de combate ao preconceito e a homofobia eram disparadas pelos ativistas, reforçando o conceito que traz a parada, que é a luta pelos direitos e pela vida.

Para o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, que esteve prestigiando o evento, movimento como este dá voz as pessoas que precisam serem ouvidas. “Aqui você tem diversão mas, sobretudo, tem informação a respeito dos direitos que cada um tem. É uma oportunidade desta comunidade representar muitas pessoas que sofrem com o preconceito. O que deve prevalecer sempre é o amor e o respeito” concluiu Mário.

FIM DE SEMANA DE LIMPEZA NO CENTRO DE ILHÉUS

Da Secom\Ilhéus

Limpeza no centro da cidade.

O calçadão Marquês de Paranaguá, a praça J.J. Seabra e o largo da Catedral de São Sebastião passaram por manutenção neste final de semana. No primeiro momento foi utilizado o “Bob Cat”, equipamento de varrição que executa mecanicamente – e durante alguns minutos apenas – o mesmo serviço que 40 garis levariam horas para fazer manualmente.

A segunda parte da operação contou com a capina manual em locais onde o equipamento não executa a operação de forma mais detalhada. A terceira e última etapa contou com a lavagem geral das três artérias, com um equipamento de hidro jato contendo detergente e essência de eucalipto.

Também neste final de semana, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos realizou a limpeza do canal pluvial da avenida Soares Lopes e do bairro Cidade Nova. As tubulações comumente entupidas por areia e folhas de amendoeira foram recuperadas. O secretário Jorge Cunha explica que quando a maré enche, areia e plantas fecham o canal que precisa passar por manutenção periódica para evitar alagamento nas artérias existentes na proximidade.

PREFEITURA CONVOCA BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA PARA REUNIÃO

Do Tabuleiro

Reunião

A prefeitura de Ilhéus, através da secretaria de Desenvolvimento Social convida os beneficiários do bolsa família para participar de uma reunião ampliada, nesta terça- feira, 26, às 9 horas, na sede da secretaria, localizada na Rua Vereador Mário Alfredo, S/N, Conquista.

A reunião terá a participação de representantes da Caixa Econômica Federal que orientarão as famílias sobre como evitar que seus benefícios sejam cancelados.  A coordenadora Géssica Miranda destaca que “é importante a presença dos beneficiários e que é um momento também para que estes possam dirimir dúvidas a respeito do benefício”, ressalta.

ILHÉUS: TAXISTAS CONVOCAM PROTESTO CONTRA O UBER

Do Blog do Gusmão 

O Sindicato dos Taxistas de Ilhéus convocou a categoria para um ato contra a Uber, após a notícia de que a empresa norte-americana iniciou o cadastramento de motoristas na cidade.

A manifestação está marcada para as 14h desta segunda-feira (25), na avenida Litorânea Norte, no bairro Malhado. A informação é do presidente do SindTáxi, Jailson Nascimento, que participou nessa manhã do programa O Tabuleiro (Ilhéus FM).

SINE OFERECE 19 VAGAS DE EMPREGO PARA ILHÉUS

Confira a relação de vagas oferecidas pelo SINEBAHIA disponíveis para terça-feira dia 26 de setembro  de 2017. 

CARPINTEIRO

Ensino Fundamental Completo

Experiência de 06 meses comprovada em carteira

07 VAGAS

ARMADOR DE FERRAGENS

Ensino Fundamental Completo

Experiência de 06 meses comprovada em carteira

05 VAGAS

VENDEDOR

Ensino Superior Cursando em Administração

Experiência de 06 meses comprovada em carteira

01 VAGA

CONSULTOR DE ORGANIZAÇÃO
Ensino Superior Completo em Administração, Pedagogia, Marketing, Logística, Economia, Contabilidade e áreas afins.

Desejável experiência com vendas
05 VAGAS

COZINHEIRO

Ensino Fundamental Completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira

01 VAGA

Interessados devem se dirigir a unidade do SineBahia no SAC sala 14, situada à Rua Eustáquio Bastos, 308 Centro Ilhéus e/ou acessar ao site maisemprego.mte.gov.br. Imprescindível portar CTPS, RG, CPF

ILHÉUS: CARRO DO CONSELHO TUTELAR SEM BATERIA

Do Ilhéus Informe

Carro parado.

O trabalho do Conselho Tutelar de Ilhéus, principal órgão do sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente, está prejudicado porque o veiculo do conselho se encontra sem bateria. O Conselheiro Jorge Conceição usou as redes sociais pra pedir a doação de uma bateria.

O Conselheiro ainda chama a atenção dizendo que o outro veiculo do Conselho está prestes a parar pelo mesmo motivo, falta de bateria.

COM QUEDA NA POPULAÇÃO, ILHÉUS DEVE PERDER 185 ALVARÁS DE TÁXI

Do FRN

Taxis

Segundo informações da Superintendência de Transporte e Trânsito, Ilhéus possui atualmente 383 veículos cadastrados para o serviço de transporte de aluguel – táxi, de acordo com o sistema de alvarás do setor de transportes públicos.

O Decreto 063/2010 diz que o município de Ilhéus tem que ter 01 táxi para 950 habitantes, por outro lado, no ultimo censo do IBGE foram estimados 176, 341 mil habitantes, elevando a quantidade de táxis para um patamar superior ao dobro do número do que deveria existir.

Levando em consideração os 176, 341 mil habitantes divididos por 950, chegaremos a um total de 185 táxis, com isso, Ilhéus pode perder 198 alvarás.

A polêmica chegou as barbas da justiça e foi judicializado pelo Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários de Ilhéus (Sinditaxi) e será julgado pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, Dr. Alex Venicius Campos Miranda.

Caso o nobre juiz interprete que o Decreto 063/2010 tenha validade, 198 táxis vão deixar de circular em Ilhéus, podendo culminar em uma das piores crises econômicas do setor.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia