WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria policlinica itabuna secom bahia


julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: 27/jul/2017 . 15:54

GOVERNO MARÃO SUFOCA EMPRESA DE COLETA DE LIXO

Do Agravo

Nos bastidores do Palácio Paranaguá é forte a teoria de que o governo do prefeito Mário Alexandre está preparando uma licitação para a coleta de resíduos sólidos (lixo). Um dos sinais é o sufocamento financeiro feito pelo governo contra a Solar Ambiental, empresa ilheense responsável na atualidade, pela coleta do lixo e forte candidata a ganhar essa licitação.
Segundo informações, a prefeitura possui, junto à Solar, débitos que já chegam aos quatro meses, e na prática, setores do governo tentam inviabilizar a empresa para que não participe da licitação.  Processos de pagamento se acumulam na secretaria da fazenda do município, e a ordem; que não sabe de quem vem; é para “travar”.
O governo mudou em janeiro de 2016, mas é uma cópia do modo operacional do ex- governo Jabista.
Até agora a empresa Solar mantém a coleta regularmente. Mas com esse terrorismo, até quando?
Cabe o Ministério Público apurar os fatos.

TRAFICANTE DE DROGAS É MORTO PELA PM EM ILHÉUS

Do Agravo

Morreu na madrugada desta quinta-feira (27), o meliante identificado como Ueliton Silva Lima, vulgo “Veu”, que aterrorizava a comunidade do distrito de Vila Cachoeira com toque de recolher.
Segundo informações policiais,  Veu atirou contra a viatura da PETO 70, quando foi surpreendido com drogas, acabou alvejado, vindo a óbito. Com ele foram encontradas várias trouxas de cocaína, pedras de crack, e um revólver calibre 38.
Veu tinha inúmeras passagens pela polícia por tráfico de drogas, assalto e porte ilegal de arma, e era considerado de alta periculosidade.

BEBETO EVITA COLAR EM RUI COSTA

Do Bahia.Ba


Foto: Ananda Pimentel / Câmara dos Deputados
 
Após as especulações de que o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, e o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Leo Prates, ambos do DEM, poderiam migrar para o PSB, o que gerou inclusive uma coletiva da direção estadual do partido, o deputado federal Bebeto Galvão evitou, em entrevista ao bahia.ba, nesta quarta-feira (26), garantir que estará com o governador Rui Costa em 2018.
Perguntado se ele, pessoalmente, permaneceria no grupo do petista na próxima eleição, mesmo que a senadora Lídice da Mata dispute uma vaga na Câmara – o que, em tese, dificultaria a sua caminhada –, o parlamentar tergiversou.
“Do ponto de vista político, esse ano é de trabalho para todos que têm cargos públicos. […] Tratar antecipadamente da eleição seria extemporaneidade. […] O próprio governador e o próprio prefeito ACM Neto dizem que não querem tratar de eleição este ano. Se eles que são os gestores dizem isso, sou eu, que sou candidato a deputado federal, que vou tratar do assunto?”, indagou o socialista, que no contato anterior com a imprensa não fez qualquer menção sobre qual seria o seu posicionamento no próximo ano.
Na eleição municipal de Ilhéus, em 2016, Bebeto foi candidato a prefeito em uma chapa com os oposicionistas PMDB e DEM, após ter negado o seu apelo de contar com o PT, que preferiu lançar uma postulante própria, Carmelita, sem qualquer aliança. Ambos foram derrotados – Bebeto em 3º, com 12,3 mil votos, e a petista em 6º, com 3,3 mil – bem atrás do vencedor Mário Alexandre, o Marão (PSD), que obteve mais de 36 mil votos em uma coligação com PSL, PTB, Rede e PTdoB.
Na ocasião, enquanto houve rusga entre o partido do governador e o deputado, Leo Prates foi fundamental para levar a ele o apoio do DEM. Hoje, se Bebeto trata do assunto Rui de forma evasiva, quando o tema é uma possível “dobradinha” com o vereador soteropolitano – na teoria de que irá postular a Assembleia Legislativa – a hipótese não é refutada.
“No caso de Ilhéus, a composição política nos permitiu uma composição que operou uma aliança política no formato que se desenhou. Eu tenho absoluto respeito a Leo. Ele foi a Ilhéus e declarou publicamente o seu apoio, sem qualquer exigência de contrapartida, e teve uma contribuição importante no processo. É meu amigo pessoal: um jovem intrépido e respeitado. Presidente da Câmara com uma trajetória política pessoal e não há nenhuma dificuldade em dialogar, pelo respeito que eu nutro pessoalmente a Leo, como homem e político”, exaltou, ao pontuar que “se ele desejar vir para o PSB será fruto de um exame da executiva estadual do partido”.
O bahia.ba apurou que não está descartada a possibilidade de o congressista deixar a legenda socialista para ingressar no Solidariedade. Perguntado sobre o assunto, o deputado voltou a sofismar.
“Eu tenho que te dizer que o conjunto de especulações que se estabelece não deve ser parte de especulação. Há coisas que ficam no plano da ilação política. Não tem política real. Estou tratando como ilações políticas que fazem parte do mundo natural jornalístico. Eu não posso coadunar com a tua pergunta, até porque, sob o ponto de vista eleitoral, ninguém pode ter certeza de nada. Há uma nuvem densa que paira sobre a política, que não dá segurança a ninguém sobre a certeza do futuro”, elucubrou.
O SD é nacionalmente comandado pelo também parlamentar federal Paulinho da Força Sindical, entidade à qual Bebeto é filiado. Na Bahia, a sigla faz oposição a Rui e ao PT.

ILHÉUS: LEI DA CARTEIRADA VAI PRA GAVETA

Do Tabuleiro

O advogado e vereador ilheense Jerbson Moraes (PSD) decidiu tirar o Projeto de Lei 053/2017 da pauta da Câmara de Vereadores de Ilhéus por tempo indeterminado.
O anúncio aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 27, durante entrevista ao comunicador Vila Nova, no programa O Tabuleiro (Conquista FM). Anteriormente, o projeto já havia sido, temporariamente, retirado de pauta pelo autor, após as primeiras críticas.  
Ontem (26), um grupo de produtores, empreendedores e gestores culturais, por meio de uma nota de repúdio, anunciaram duras medidas, caso o projeto de lei (batizado de “lei da carteirada”) seja aprovado pelo legislativo. As medidas envolvem o fechamento do cinema Cine Santa Clara e cancelamento da festa de réveillon Batuba Beach Sound, em Ilhéus.  
Durante a entrevista, Jerbson falou sobre a elaboração e abrangência do projeto, segundo o edil, baseado principalmente no princípio da igualdade. De acordo com o vereador, o projeto ganhará uma nova formatação, a partir de agora, com pontos discutidos com os realizadores de eventos.     
“Lei do vagalume”
Ainda durante a entrevista, o vereador falou sobre um outro projeto de sua autoria, que obriga o município de Ilhéus a sinalizar com luz intermitente os locais onde existem os sensores de velocidade.  

INCÊNDIO ATINGE SALA DO AEROPORTO DE ILHÉUS

Na madrugada desta quinta-feira, 27, funcionários e população que mora nas imediações no Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus tomaram um tremendo susto. Por volta de uma hora da madrugada uma sala localizado no primeiro andar do aeroporto começou a pegar fogo. As medidas de segurança foram tomadas, e o corpo de bombeiros local apagou o fogo.

Segundo informações, não houve vítimas nem grandes danos. Nessa manhã, o aeroporto já funciona normalmente.

Com informações do Ilhéus Notícias e da Infraero.

PREFEITURA DE ILHÉUS PREPARA SELEÇÃO PRA ÁREA DA SAÚDE

Sede da prefeitura de Ilhéus

Declarações recentes do prefeito Mário Alexandre (PSD) e da secretaria de saúde, Elisângela Oliveira, ao radialista Vila Nova, que comanda o programa O Tabuleiro, na Conquista FM, confirmam que a prefeitura vai abrir, ainda neste ano, nova seleção simplificada, desta vez para preencher vagas na área da saúde.

A falta de profissionais, como médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, é um dos grandes problemas enfrentados pela população ilheense. Mesmo havendo pessoal aprovado pra essas vagas no concurso realizado ano passado, o governo Marão vai abrir seleção temporária.

Um dos argumentos é de que os programas de saúde não são permanentes e dependem da boa vontade do governo federal. Dessa forma, correria o risco de efetivar concursados e o programa acabar, gerando despesa fixa desnecessária.

O cronograma da seleção ainda está sendo definido pela secretaria de Administração, como apurou o ILHÉUS EM RESUMO.

NOMEADOS CONSELHEIROS DE CULTURA DE ILHÉUS

Fachada da Casa de Cultura Jorge Amado.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou decreto 097 que nomeia os titulares e suplentes do Conselho Municipal de Cultura, que têm a função de elaborar moções, pareceres sobre tombamentos e reformas do patrimônio cultural, participar de comissões técnicas e temáticas, além de garantir as políticas públicas de cultura e fiscalizar os recursos destinados ao setor.

Os membros da sociedade civil são eleitos por seus pares e os membros do poder público são indicados pelo prefeito. Já os membros da sociedade civil são indicados pelas câmaras setoriais de Teatro. Ainda fazem parte do conselho, os representantes das câmaras setoriais de Cultura Popular.

De acordo com o conselheiro estadual de Cultura e gestor cultural, Pawlo Cidade, “o conselheiro de Cultura é um cidadão comprometido com a política pública de cultura. Ele não é só um agente fiscalizador, mas é também agente transformador da sociedade”. Pawlo Cidade lembrou ainda que o exercício de conselheiro é voluntário, e representa os interesses e desejos de determinado segmento, “que são acompanhar e fiscalizar o Plano Municipal de Cultura, propor ações de fomento à secretaria municipal de Cultura e fiscalizar e apontar direcionamentos dos recursos do fundo municipal de cultura”.

FESTIVAL DO CHOCOLATE MOVIMENTA TURISMO, AGRONEGÓCIO, GASTRONOMIA E INOVAÇÃO

Chef Fernando Oliveira finaliza escultura de chocolate de 1,80m_foto Divulgação

Equipamentos para fermentar e secar amêndoas de cacau, máquinas que transformam barras de chocolate em uma bebida quente, outras que fazem fondue na hora e tantas outras soluções compactas para facilitar a produção de chocolate desde a amêndoa até a barra. Inovações tecnológicas como essas foram expostas na nona edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau, o Chocolat Bahia, realizado entre os dias 20 e 23 de julho, em Ilhéus. O evento reuniu mais de 80 expositores, sendo cerca de 40 marcas de chocolate de origem no Centro de Convenções da cidade e movimentou mais de R$ 10 milhões em negócios durante quatro dias.

“Se tem uma coisa que pode alavancar essa região é o chocolate. No mundo inteiro, há cidades que vivem do chocolate e não tem um pé de cacau plantado. O futuro está aqui e depende de iniciativas públicas e privadas no sentido de incentivar a produção de chocolate e fazer com que essa região de torne um polo de atração de investimentos, impulsionando o turismo e a economia como um todo”, resumiu o secretário do Planejamento e vice-governador João Leão, durante visita à feira.

A passeio em Ilhéus, o biólogo espanhol Santiago Castroviejo-Fisher se surpreendeu com o evento. “Há muitas variedades de chocolate com amêndoas selecionadas de tipos específicos e sabores marcantes que eu nem sabia que existiam. Gostei muito”, elogiou, ao garantir algumas barras depois de circular por diversos estandes. A jornalista Mila Melo, de Feira de Santana, em sua primeira viagem a Ilhéus, também teve uma grata surpresa. “Fui a um casamento em Ilhéus e acabei aproveitando para conhecer a cidade. Vendedores de artesanato, taxistas, todos falavam tão bem do Festival do Chocolate que decidi ir. Fiquei surpresa com o tamanho do evento. Foi ótimo poder conhecer uma grande variedade de chocolates em um único espaço”, contou.

Santiago e Mila são dois dos mais de 60 mil visitantes desta edição, superando em 20% a os 50 mil registrados no ano passado. Marcado no calendário turístico da região, o Chocolat Bahia já é responsável por uma ocupação hoteleira superior a 80% no período. “Representados peloCacau Convention Bureau e pela Associação de Turismo de Ilhéus, os hotéis passam a incorporar cada vez mais o conceito do cacau e do chocolate dentro do seu negócio, valorizando esse importante aspecto do destino turístico”, comentou o empresário Marco Lessa, idealizador e organizador do evento.

“O Festival do Chocolate de Ilhéus é uma realidade se falarmos de produto turístico. Graças às sucessivas edições do evento, a Terra de Gabriela também é hoje conhecida como a Terra do Chocolate. A iguaria complementa um conjunto de atrativos do município que tem belas praias, monumentos culturais e recursos naturais de rara beleza”, elogiou a senadora Lídice da Mata, presente na abertura do evento.

Com o apoio do Fundo de Cultura da Bahia, através do edital de eventos calendarizados, o Festival compõe oficialmente o calendário de eventos culturais do estado durante período 2017-2019. “Exposição do fotógrafo José Nazal sobre a história do cacau, gravuras em aquarela do artista Rafael Pita, exposição de quadros de artistas diversos em homenagem ao Barão de Popov, cerâmicas da Cores da Terra, artesanato, além de manifestações culturais como apresentação de dança afro e bumba-meu-boi e grupos de teatro com atores caracterizados com roupas que remetiam à Ilhéus da década de 30 deram uma carga substancial de atividades culturais e abrilhantaram ainda mais o nosso evento”, ressaltou Lessa.

A programação do Festival do Chocolate incluiu ainda cursos, debates, rodadas de negócios e palestras com especialistas internacionais, além de workshops gratuitos de receitas à base de chocolate com chefs famosos, como Lucas Corazza, confeiteiro e jurado do reality show Que Seja Doce, do canal GNT.

Estrada do Chocolate – Durante o Festival, o Governo do Estado lançou o projeto de implantação da Estrada do Chocolate em Ilhéus. No roteiro, os turistas conhecerão a cultura do cacau e a produção do chocolate, por meio de visitas a fazendas existentes ao longo da BA-262, com sítios históricos, rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental. O roteiro começa a operar a partir de agosto. Ele inclui ainda as fábricas do parque moageiro de cacau, no Distrito Industrial de Ilhéus, fazendas/fábrica de chocolate gourmet, fazendas de cacau com acervo histórico-arquitetônico, Estação Rio do Braço, arquitetônico da sede do antigo distrito de Ilhéus e a Biofábrica do Cacau.

Negócios – O Festival é também uma forma de promover a região como polo chocolateiro e difundir a cadeia produtiva do cacau. Grande vitrine para marcas de chocolate de origem, o Chocolat Bahia reúne os principais produtores de chocolate fino do Brasil. Há três anos, a empresária Cecília Costa lançou, durante o Festival, o seu Amado Cacau. “Sempre trazemos surpresas durante o evento porque achamos importante valorizar a nossa região. O Festival do Chocolate gera negócios para nossa empresa durante e, principalmente, após o evento”, conta.

Produtor de cacau no município de Ibirataia, o empresário Pedro Magalhães levou a sua VAR Chocolates pela primeira vez ao Festival, mas já acompanhava de perto o evento. “Desde o início concorro nos concursos de amêndoas e já ganhei vários prêmios”, pontuou. Ao fim desta nona edição, Pedro comemorou os resultados. “Foi um evento muito bom. Teve venda de balcão e oportunidade de negócios com outras empresas”.

Para Marco Lessa, o Festival não se limita aos quatro dias do evento. “Há desdobramentos durante o ano todo, nos negócios, no surgimento e crescimento de marcas, no estímulo ao empreendedorismo e na divulgação da região cacaueira no Brasil e no exterior. Essa é uma plataforma de fomento, de geração de emprego e renda, de estímulo à produção, de esperança na retomada do desenvolvimento em bases sustentáveis”, concluiu.

Agricultura familiar – “Cuido da fermentação, seleciono as amêndoas e crio minhas receitas”, revela Marilene Lima, empreendedora da Mary Doce Brigadeiros de Cacau, que utiliza o cacau orgânico oriundo da agricultura familiar para produzir os doces que comercializa no Chocolat Bahia – 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau. Marilene faz questão de mencionar que sua empresa faz parte do grupo de Produtores de Derivados de Cacau e Artesanato em Chocolate (DECACHI), que reúne oito empresas de chocolate artesanal, todas em busca da valorização do cacau como ingrediente ideal para manter uma alimentação saudável.

Outras associações e cooperativas agregam valor e fomentam negócios durante o evento, a exemplo da Coopessba,a Bahia Cacau, Chocolate PD, Attfusti e Coofasulba. Esta última atualmente beneficia 420 famílias, entre assentados na reforma agrária, indígenas e agricultores camponeses.

Com o objetivo principal de promover a visibilidade do chocolate de origem e fomentar os negócios da cacauicultura no país, o evento é uma iniciativa do Costa do Cacau Convention Bureau e Associação de Turismo de Ilhéus com o apoio do Governo do Estado da Bahia através das secretarias do Turismo, do Desenvolvimento Rural (através da CAR), de Agricultura, de Ciências Tecnologia e Informação e aporte financeiro do edital de Eventos Calendarizados, Fundo de Cultura da Bahia (através das Secretarias da Fazenda e da Cultura); Assim como a Prefeitura Municipal de Ilhéus, Banco do Nordeste, Sebrae, Caixa Econômica Federal, Sistema FIEB, Ceplac, Instituto Biofábrica de Cacau, UESC, IF Baiano-Campus Uruçuca, Centro de Inovação do Cacau, entre outras instituições e conta com a realização da MVU Eventos.

TENDA APRESENTA O “SARAU DO FIM DO MUNDO” NESTE SÁBADO

A Tenda, espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes, em Ilhéus, traz em sua programação dois eventos para este fim de semana.

Na sexta (28), às 20h, acontece a apresentação do espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar”, do grupo Teatro Popular de Ilhéus. Da obra de Bertolt Brecht, a história conta o drama de uma mãe que, durante a guerra civil espanhola, tenta manter a integridade dos filhos. A classificação indicativa é de 14 anos. Os ingressos podem adquiridos na bilheteria da Tenda, antes do espetáculo.

No sábado (29), 19h, é a vez do “Sarau do fim do mundo”. Com a proposta de reunir diferentes expressões artísticas, como música, poesia, teatro e dança, o evento tem participação livre e entrada gratuita, além da indicação para todas as idades.

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

ILHÉUS: VIAMETRO INOVA EM PORTA DE ÔNIBUS

Do FRN

Um leitor do site Fábio Roberto Notícias enviou por meio do aplicativo WhatsApp, imagens que mostram a precarização no sistema do transporte coletivo de Ilhéus. Segundo o internauta, por volta das 08h desta quarta-feira, 26, um ônibus da empresa Viametro com o itinerário para o residencial Sol e Mar, estava trafegando com a porta do meio trancada com o pedaço de palha de bananeira. 

Deficientes físicos que dependem do transporte coletivo reclamam que encontram dificuldades de acessibilidade aos veículos. Apesar de adaptados, parte da frota da Viametro circula com as portas especiais trancadas e com defeitos rotineiros, sem falar dos constantes defeitos e a irresponsabilidade de alguns motoristas que deixam de parar nos pontos.  

De acordo com a Lei de Acessibilidade, os veículos que fazem o transporte coletivo estão obrigados desde o dia 2 de dezembro do ano passado a estar aptos para transportar cadeirantes. Em Ilhéus, apesar dos veículos estarem adaptados, muitos ônibus estão defasados e o sistema não está acessível.
“Está explicado o valor abusivo de R$ 3,10 no transporte de Ilhéus que está sendo revertido em melhorias. Vejamos esta inovação tecnológica com que me deparei no ônibus da Viametro. A porta do meio foi fechada, de forma improvisada, com um pedaço de palha de bananeira, uma falta de respeito aos usuários que pagam caro por um serviço inseguro e de péssima qualidade”, reclamou o cidadão.  



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia