Do Pimenta 

Rui em visita a Ilhéus

O início das obras de duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna depende apenas de autorização do Tribunal de Contas da União (TCU), segundo afirmou o governador Rui Costa em visita a Ilhéus nesta quarta (28). O tribunal questionou o valor de referência formulado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), do governo federal, para a obra: R$ 109 milhões. Pelos cálculos do TCU, a obra custaria R$ 107 milhões. Porém, a empresa que ganhou a licitação apresentou proposta de R$ 105 milhões.

– A licitação está feita, o contrato assinado e estamos esperando apenas a ordem (liberação) do tribunal. A boa notícia é que a obra foi licitada por R$ 105 milhões, abaixo do valor [definido pelo] Dnit e do valor do TCU. É esse nosso grande argumento para o tribunal [liberar a duplicação] – ressaltou em resposta a pergunta feita pela reportagem do PIMENTA.

Rui afirma que a construção da nova estrada “já deveria ter sido iniciada”. O governador falou da duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna durante vistoria a outra obra de mobilidade urbana no sul da Bahia, a nova ponte Centro-Pontal, em Ilhéus. A ponte tem 13% do projeto já concluído e deve ser entregue no segundo semestre de 2018, ao custo de R$ 99,8 milhões.