WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria policlinica itabuna secom bahia


junho 2017
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: 18/jun/2017 . 10:11

COM PARCERIA DESASTROSA, COLO COLO AMARGA PERMANÊNCIA NA SÉRIE B

Jogadores com dois meses de salários atrasados entraram em campo em busca de milagre


Do Ilhéus em Pauta 

Abandono da patrocinadora, administração amadora, jogadores desmotivados. Esse foi o saldo da parceria entre Colo Colo e a empresa CVL. O que parecia ser uma negociação de contos de fadas se transformou em um pesadelo.
O clube e a empresa começaram a ter seus atritos ainda nas primeiras rodadas do campeonato, as rodadas passaram e o desgaste foi se tornando publico, os resultados em campo eram duvidosos.
Em casa, as derrotas vexatórias para Jequié (5×0) e Cajazeiras (3×1) acabaram por retirar a confiança do torcedor. No fim, jogadores com baixa autoestima e um empate, de certa forma, heroico.

Em jogo neste sábado (17/06), estava a vontade do Tigre de se tornar campeão da serie B e retornar a elite do futebol baiano. Contra ele, a má administração e parcerias questionáveis, além do bom time da capital. O time ilheense chegou a sair na frente do placar, levou a virada e ainda buscou o empate em 3×3 contra o, classificado, PFC Cajazeiras.

Nas vésperas da viagem para Salvador, os jogadores com pagamentos atrasados ameaçaram não embarcar, correndo o risco de sofrerem sanções esportivas. A união de alguns torcedores fizeram com que a quantia necessária fosse arrecadada em caráter de urgência, em campo os atletas se esforçaram mas sucumbiram diante as mazelas enfrentadas ao longo da curta temporada.

Enquanto isso, a diretoria utiliza a empresa parceira como local de despojo das más atuações no começo do campeonato, enquanto a mesma desapareceu sem deixar rastros levantando suspeitas sobre sua idoneidade. No meio de tudo isso, o torcedor ilheense viu o clube local, agora eliminado, perecer diante do descaso de seus administradores.

MARÃO E NAZAL LAMENTAM MORTE DE CACÁ DA ETESI

Nazal, Cacá e Marão

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, e o seu vice, José Nazal, lamentam profundamente a morte do ex-vereador e empresário Carlos Alberto França, vítima de um grave problema que afeta o trânsito de todo o País, que são as altas estatísticas nacionais de acidentes com motocicletas, e que também chegaram com intensidade, às nossas ruas e avenidas.
Cacá, como era mais conhecido, deixa um legado de serviços prestados ao povo de Ilhéus e a imagem da sua alegria, sempre contagiante, que contribuiu na construção de uma legião de amigos que agora choram o seu falecimento. Cacá lutou bravamente pela vida.

O trânsito não pode ser visto na condição de uma guerra urbana sem fim. É preciso mais respeito às suas regras e mais cidadania nos gestos dos seus protagonistas. Durante o mês de maio, o governo municipal integrou, com ênfase, a campanha nacional de conscientização, denominada Maio Amarelo, como forma de frear abusos e evitar mortes em Ilhéus. Fomos às ruas e às escolas. Dialogamos e conscientizamos sobre a importância do estabelecimento da cultura de mais cordialidade e paz nas nossas ruas.

Em nome do povo de Ilhéus, externamos aos familiares de Cacá a nossa solidariedade e o nosso abraço neste momento de dor. Que Deus conforte a todos. E que os condutores no trânsito de Ilhéus possam ter mais consciência do seu papel nas ruas, cumprindo, com disciplina, o que determina a lei.

Ilhéus, 18 de Junho de 2017

Mário Alexandre Sousa

José Nazal Pacheco Soub



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia