WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


maio 2017
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 21/maio/2017 . 13:55

COLO COLO PERDE EM CASA E AFUNDA NA SEGUNDONA 

Do FRN 

Em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Baiano da Segunda Divisão, neste sábado, 20, o Colo-Colo perdeu para o Atlético de Alagoinhas por 1 a 0, no estádio Mário Pessoa, e se complicou na classificação do Estadual. O único gol foi marcado pelo jogador Levi aos 46 minutos do segundo tempo.  

O resultado afunda o Tigre para quarta colocação com 07 pontos, afastando da disputa do acesso. O Colo-Colo ainda construiu algumas jogadas na área adversária, mas pecou várias vezes no quesito finalização, deixando o torcedor revoltado. Nesta situação, o Colo-Colo precisa torcer pelo tropeço do Cajazeiras contra o Teixeira de Freitas, neste domingo, 21, e vencer o seu próximo compromisso, diante do Jequié, dia 28, no estádio Waldomiro Borges.

O jogo marcou a estreia do técnico Beto Oliveira à frente do time ilheense. 

BOATOS AMEAÇAM INTEGRIDADE DE ILHEENSE 

Do Ilhéus em Pauta 

Chegou até nossa redação uma carta de mulher desesperada, procurando ajuda por não saber mais o que fazer. Conversamos hoje pela manhã com Dinamares, a autora da carta, conhecida por muitos ilheenses que passam pelo centro, pois mantém juntamente com sua mãe, seu pequeno negócio, que é uma bicicleta ornamentada, onde vende doces. A carta está na íntegra abaixo, da forma que a mesma redigiu, sem nenhuma modificação. Nós do IEP, estamos divulgando para que possa chegar ao maior número de pessoas possível, e para que seja tomada alguma atitude em relação ao que vem acontecendo, já que essa não é a primeira vez que a vítima sofre algum tipo de assédio por parte do senhor Givanildo. O texto já está sendo veiculado por algumas pessoas no facebook e até mesmo no whatsapp. A mesma já registrou boletim de ocorrência hoje pela manhã, e aguarda por solução!
“Pessoal, antes de mais nada boa noite a todos. Em especial as mulheres e mães, quem tem seu direito de imagem preservado por lei, mas que sofrem com abusos, assédios e atitudes invasivas de criaturas desrespeitosas, irresponsáveis e insensatas. Me desculpem o desabafo e mais essa exposição. Não sou uma pessoa pública, nem mesmo tenho facebook, por preferir restringir as minhas fotos pessoais a um grupo específico que compartilho em outra rede social. Apenas minha mãe tem minha autorização para fazer esses posts, e os faz em seu perfil pessoal do facebook, o qual utiliza para divulgar nosso trabalho. Vista disso também aceita as solicitações de amizades dos clientes, o que facilita acesso a página e abrange um número maior de desconhecidos. Infelizmente, o motivo que me trouxe a esse veículo de comunicação foi muito constrangedor e desagradável. Entretanto preciso utilizá-la nesta data que vos falo, para por meio da manifestação da minha família e amigos pedir socorro a vocês quanto a situação que esse rapaz, de nome Givanildo Jesus, vulgo Sinho Pinturas, ex candidato a vereador na cidade de Ilhéus, me expõe em suas postagens mentirosas. Ha um tempo tenho sido exposta por ele, que menciona meu nome, o nome da minha mãe e da nossa empresa em sua postagem (imagem a cima). Ele vem fazendo isso sem meu conhecimento, conscientemente e sobre tudo, volto a dizer, sem que haja nenhuma veracidade em suas palavras. De forma agressiva e perturbadora ele já chegou a me coagir no meu ambiente de trabalho. Me perguntava com quem eu estava namorando, de onde era o rapaz, de forma inibidora que me deixou sem reação. Para minha sorte, naquele momento minha mãe chegou e pôs ele dali para fora aos gritos, como qualquer mãe faria ao ver sua filha pálida e atônita, coagida por um sujeito que já a perturbava. Agora imaginem a repercussão disso em um espaço público, no centro da cidade. Ele me aborda com presentes descabidos, contendo declarações sem nexo, os quais me constrange e me neutraliza para qualquer reação. Ao olhar essa postagem, que o mesmo fez ilegalmente a meu respeito há algumas horas, vocês podem dizer que não há agressão da parte dele, e principalmente lendo essas palavras, aparentemente tão bonitas e ligadas ao nome de deus. Parece mesmo que nada há de ofensivo nisto. Mas e quando você tem o seu namorado e ver outro homem postar que é seu futuro esposo no facebook? E quando esse mesmo homem sabendo do seu compromisso com outra pessoa te manda SMS de madrugada? E quando ele cogita a hipótese que você está solteira e por hora, sem uma presença masculina para o inibir, decide te expor em uma das redes sociais mais acessadas do mundo? E quando você caminha na rua e as pessoas te perguntam sobre um relacionamento que não existe? O que fazer quando alguém espalha mentiras a cerca do fim do seu relacionamento com o pai do seu filho, dizendo ser ele o motivo para tal fim? O que fazer quando você passa a viver com medo de um fantasma que resolveu se infiltrar na sua vida? O que fazer com o medo de está sendo perseguida? Vigiada? O que fazer com a falta de paz a cerca do que essa mente tão maquiavélica pode fazer? Esse rapaz me perturba pelo WhatsApp. Por ligação. Por SMS. Pessoalmente. Já bloqueei seus diversos números que ele insiste em trocar para continuamente me mandar mensagens irreais, a cerca de um relacionamento que nunca existiu. Apenas sei quem ele é. Isso eu sei sim. Sei desde a infância e sempre o tratei com educação e o devido respeito a que tratava os meus vizinhos e todas as crianças que por ventura surgissem no meu círculo de colegas de infância. Ele sempre morou na rua debaixo, rua essa que residem alguns dos meus familiares, que o conhecem e são igualmente abordados a cerca dessas mentiras que ele profere a meu respeito. Já fui até sua própria residência. Já tentei conversar com sua mãe. Já gritei, já fiz escândalo chamando atenção dos vizinhos. Mas não adiantou. Minha vó, que tem problemas cardíacos foi com minha mãe e meu padrasto conversar com a mãe dele, por temerem a proporção que a insistência nessas criações estavam tomando. A mãe dele afirma que ele não é louco. Que apenas é apaixonado por mim. Mas vocês irão convir comigo que Isso só piora as coisas. Porque ainda que se tratasse de algum distúrbio mental, ao qual eu não fui a única vítima, vale ressaltar, não seria justo que eu vir a ser atingida pela falta de controle psiquiátrico de alguém. Mas se o faz em sã consciência merece e precisa ser repreendido por uma atitude tão violenta contra mim. Não vou negar que cheguei a pensar que poderia ser algo como uma paixão platônica mesmo. Mas depois encarei como uma loucura, algum desequilíbrio neurológico. Não estudei para isso, não sei dizer ao certo. Só que agora, amigos, quando eu explico do que se trata, chegam a dizer que pode ser um nível de psicopatia. O fato é que todos a minha volta andam assustados com essa situação. E após essa postagem de ontem 20/05/2017 eu não posso mais me calar diante dessa violação da minha privacidade, da minha imagem e nem sei mais como descrever todos os malefícios que ele me expõe através disto. Não posso mais ser refém dessa postura que me causa danos morais, mentais e físicos. Eu tremi ao ler cada palavra que ele escreveu, minha cabeça dói até agora, já são 01:19 da manhã e eu não consigo dormir pensando na repercussão disso. Toda minha família está preocupada conosco (eu e meu filho). Minha mãe tem medo do que ele possa nos fazer. Ate a expor maneira leviana na igreja que a mesma congrega ele já expos. Como todos lá o conheciam e sabiam que essa postura já era reincidente da parte dele, os danos não foram tão grandes. Exceto o desgaste mental e o desconforto que da minha mãe ao chegar nas reuniões e tê-lo encarando ela por todo culto, a ponto de tirar sua paz até para fechar os olhos para fazer suas orações a Deus. Não sei a que deus esse homem serve, mas não é ao meu. Já fui aconselhada a dar queixa, e minha mãe deixou claro para a mãe dele que eu o denunciaria a polícia caso voltasse a reincidir os seus ataques. A mãe dele suplicou que encarecidamente minha mãe não fizesse isso, dizendo ela, que ele já havia sido registrado pela polícia (não sei a vericidade dessa informação e nem posso afirmar). O fato é que hoje (madrugada de 21/05/2017) A delegacia da mulher não funciona. Eu não consigo dormir e fui informada que a polícia não atua nesse tipo de agressão moral e virtual. A pergunta que me faço, é se eu e meu filho teremos que pagar por isso? Preciso de ajuda e intervenção urgente das autoridades. Venho sofrendo esse abuso e nem sei se posso chamar de assédio. Eu e meu filho precisamos de medidas preventivas e que o direito deste homem de se expressar não macule nem denigra o meu direito de me preservar. Principalmente quanto a uma exposição, volto a dizer, mentirosa. Me desculpo diante de todos, mas espero que compreendam meu ato de desespero. Se puderem me ajudar, denunciem o facebook dele. Muito obrigada a todos pela atenção. Sem mais. Dinamara Borges



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia