WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus secom bahia solidaria embasa policlinica itabuna secom bahia


maio 2017
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

academia vip

ILHÉUS TERÁ MARCHA DA MACONHA

Do FRN 

Ilhéus se prepara para sediar a 1ª Marcha da Maconha. Nesta quarta-feira, 10, ocorreu reunião às 16:20hs, na praça do Teatro, para definir as datas dos seminários, debates, organizar documentos, e apresentar os nomes dos palestrantes, que irão orientar aos usuários o uso racional da erva medicinal. A Marcha da Maconha está programada para acontecer em Ilhéus no dia 03 de junho, às 16:20hs, saindo da Praça do Teatro Municipal. 

Segundo Igor do Carmo, um dos organizadores do movimento em Ilhéus, “a proposta do ato é promover uma marcha de paz que já acontece em todo o Brasil, e contará com a presença dos pais de família, professores, advogados e todos os grupos e classes sociais de Ilhéus, que apoiam a planta, para fins medicinais e terapêuticos”, explicou. 

Perguntado qual é a principal bandeira do movimento, Igor do Carmo disse que os objetivos principais serão: “criar espaços onde indivíduos e instituições interessadas em debater a questão possam se articular e dialogar; estimular reformas nas Leis e Políticas Públicas sobre a maconha e seus diversos usos; ajudar a criar contextos sociais, políticos e culturais onde todos os cidadãos brasileiros possam se manifestar de forma livre e democrática a respeito das políticas e leis sobre drogas; exigir formas de elaboração e aplicação dessas políticas e leis que sejam mais transparente, justas, eficazes e pragmáticas, respeitando a cidadania e os Direitos Humanos“, defendeu. 

3 respostas para “ILHÉUS TERÁ MARCHA DA MACONHA”

  • Mário Laranjeira says:

    Desde que não se gaste um centavo do dinheiro público…
    Por mim eles fazem a marchar da maconha, da cocaína, do crack, das vadias, dos putões,a marcha dos cachaceiros, essa seria melhor fazer uma caminhada curta, porque bêbado não é muito de marchar.
    Só não pode gastar o dinheiro dos que assim como eu, sou contrário a essa apologia ao uso das drogas.
    Fui criado numa família tradicional, do tempo que maconheiro era visto como algo ruim, tínhamos respeito pelas leis e pela ordem e este tipo de coisa não era aceita.
    Respeitem as famílias e as crianças.

  • NILZA RAMOS says:

    NÃO EXISTE MAIS A MARCHA DO 7 DE SETEMBRO, AGORA E MODA, A MARCHA DA MACONHA, ILHÉUS E CIDADE PEQUENA E BATE O RECORDE DE MACONHEIROS ENCUBADOS.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia