25 pessoas

Este Blog reproduz a seguir uma análise do professor de direito da Uesc, Carlos Pereira, sobre o protesto convocado para ontem, domingo, em Ilhéus. Os organizadores foram os mesmos que ano passado pediram a cabeça da Dilma e a assunção do Temer. Fique à vontade:

“Ilhéus mora em outro lugar. Passei de carro e dei uma olhada na manifestação de apoio ao Moro. Tinha, sem qualquer intenção de desqualificar, em torno de 25 pessoas sem contar duas que iam em cima do mini-trio. Se tinha negros, não vi. Algumas pessoas,creio, são meras equivocadas, não posso chamá-las de fascistas. São, talvez, preconceituosas e de baixa cultura política. De cima do trio o locutor gritava: “a culpa também é sua, vem para rua”. As pessoas atônitas olhavam meio irônicas, com ar de não tô nem aí. Acho que as pessoas estão percebendo o logro disso tudo. Logo algumas das 25 pularão fora. É o resumo do que vi”.

Para encerrar o assunto, este Blog se permite fazer alguns questionamentos:

1. Quem financiou o trio elétrico? A contratação foi feita sob emissão de nota fiscal ou os impostos foram sonegados?

2. Qual o motivo da ausência de temas como terceirização irrestrita e reforma da previdência?

3. Os presidentes da Câmara e do Senado, um do DEM e outro do PMDB, são favoráveis à lista fechada. Por que os manifestantes só lembraram do petista que é a favor da medida?