WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: 27/mar/2017 . 15:15

SEGUNDO PREFEITURA, MAKRO NÃO VAI DEIXAR ILHÉUS 

Loja Makro em Ilhéus

Uma informação de que a rede Makro poderia deixar de funcionar em Ilhéus foi veiculada na última sexta-feira (24). De acordo com a notícia, o indeferimento do licenciamento ambiental solicitado à Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (SEPLANDES), seria a causa do encerramento das atividades. A secretaria informou que o indeferimento em nada prejudica a permanência do hipermercado no município.
O governo Marão informou que a secretaria indeferiu o licenciamento ambiental e não o alvará é que, mesmo sem a licença, a marca pode continuar a operar na cidade.

ILHÉUS: COMPRA DE FRANGO PRO NATAL DEU INÍCIO ÀS INVESTIGAÇÕES DA OPERAÇÃO CÍTRUS 

Do Tabuleiro 

Documento expedido pelo Ministério Público do Estado da Bahia, que deu origem aos pedidos de prisão preventiva dos ex-secretrários de desenvolvimento social de Ilhéus, Jamil Ocké e Kácio Brandão, além do empresário Enoch Andrade e da sua eposa Thayanne e de Wellington Andrade, revela que a “Operação Citrus” teve início quando a 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus iniciou investigações para apurar indícios de fraudes relacionadas a um Pregão Presencial, deflagrado e conduzido pela Secretaria de Desenvolvimento Social em 2015, para a compra de 20 mil quilos de frango congelado, que foram – parcialmente – distribuídos no natal do mesmo ano. O custo do contrato para a Prefeitura Municipal de Ilhéus foi de R$ 142.800,00.
Em relação ao Pregão, alguns fatos chamaram a atenção dos investigadores, como apenas a empresa vencedora (“Marileide S. Silva” – ex-cunhada de Enoch Andrade) ter comparecido à sessão de abertura das propostas e lances verbais, a rapidez de todo o processo; a diferença quanto os valores fornecidos pelas outras duas empresas cotadas – uma delas apontadas como “nitidamente empresa fantasma” – (os valores eram próximos entre si e muito maior que o apresentado pela empresa vencedora); o valor pelo quilo do frango apresentado pela empresa vencedora, superior ao pesquisado em grandes redes varejistas locais. Outro agravante apontado foi o da empresa vencedora, mesmo após ter recebido o valor total do contrato, não ter entregue 2 mil quilos da mercadoria.
A partir desses indícios, as investigações apontaram para um “contexto de um extenso esquema de desvio de recursos públicos orquestrados por uma associação criminosa” com operação desde 2009, resistindo a diferentes gestões.

SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DE ILHÉUS COMPARTILHA ESCRITÓRIO COM ADVOGADO CONTRATADO POR $ 369 MIL

Bento e Harrison.

Se tem alguém feliz de verdade com o governo do prefeito Mário Alexandre – que usa o slogan Tempo de Alegria, é o advogado Harrison Leite. Ele teve seu escritório contratado por nada menos que 369 mil reais para prestar serviços relativos às dívidas com precatórios, lembre aqui. Como não custa lembrar, o município possui, em seu quadro, contando concursados e comissionados, algo em torno de 18 advogados.

Além da contratação e do valor dela, cerca de 30 mil reais por mês (um ministro do Supremo Tribunal Federal, nossa suprema corte, ganha 33 mil reais bruto), chama atenção o grau de proximidade de Harrison Leite com o grupo da deputada Ângela Sousa. Foi Ângela quem o indicou para ser procurador geral do município de Itabuna, na gestão do ex-prefeito Vane, encerrada em 2016.

E senta lá que não para por ai. O atual secretário de Administração de Ilhéus, Bento Lima, responsável por dar o aval à contratação, também é advogado. E, por um acaso do destino ou não, seu escritório funciona no mesmo endereço onde a banca de Harrison Leite atende, em Itabuna. É coincidência demais. Confira abaixo:

Escritórios têm o mesmo endereço.

Antes de ter nomeado o advogado Fabiano Resende para a procuradoria geral de seu governo, o prefeito Mário Alexandre, por pressão de sua mãe, a deputada Ângela Sousa, cogitou a nomeação de Harrison. No entanto, decidiu não ceder às orações.

 

EM ILHÉUS, AUDIÊNCIA DISCUTE A BIOFÁBRICA

Do Pimenta 

O papel e a importância socioambiental e econômica do Instituto da Biofábrica de Cacau para a Bahia foram debatidos em audiência pública presidida pelo coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Marcelino Galo (PT), neste final de semana, no parque da Biofábrica, em Banco do Pedro, Ilhéus.

“A Biofábrica tem papel fundamental no reflorestamento, no diálogo e fortalecimento da agricultura familiar, na diversificação agrícola e agroindustriais no estado, além de auxiliar em programas ambientais em diversos ecossistemas encontrados na Bahia”, considerou Galo, que também é vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa.
A Biofábrica já entregou mais de 40 mil mudas de mandioca desde o início de ano para associações rurais na Bahia. No parque do instituto são produzidas mudas de outras frutas, além do cacau, entre elas banana, abacaxi, graviola, cupuaçu, açaí e goiaba. São produzidos ainda 26 cultivares de mandioca, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), além de mudas de essências florestais, a exemplo do cedro, pau brasil e ipê.
A Biofábrica é constituída por 50 hectares de jardins clonais, quatro hectares ocupados com 20 viveiros, com capacidade para 4,4 milhões de mudas, por ciclo, e um laboratório de micropropagação vegetal. construído em uma área de 546,11 metros quadrados.
O evento reuniu a comunidade interessada no fortalecimento da Biofábrica, como técnicos, agrônomos e agricultores, movimentos sociais e secretários de Agricultura e Meio Ambiente de Cícero Dantas, Santa Bárbara, Cruz das Almas, São Sebastião do Passé e Santa Luzia, com a participação do prefeito Antônio Guilherme, presidente do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica. O Instituto da Biofábrica de Cacau trabalha na produção de mudas fundamentais para o fortalecimento da agricultura familiar e também desenvolve projetos de restauração de matas ciliares.

ILHÉUS: SERVIDOR VAI BATER PONTO

Do JBO

Em primeira mão. Os servidores públicos municipais de Ilhéus vão “bater ponto”. Decreto neste sentido foi publicado hoje (24) no Diário Oficial do Município. A medida, segundo justificativa, contribuirá para a eficiência da administração e, ao mesmo tempo, a comprovação de assiduidade e pontualidade passarão a ser critérios utilizados para a promoção funcional.
De acordo com o decreto, as Secretarias e demais Órgãos Municipais organizarão, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da publicação deste decreto, relação dos horários fixados para os servidores nelas lotados, contendo o número de servidores incluídos em cada um deles, remetendo-a à Secretaria Municipal da Administração.
A atual administração ainda decreta que deverá ser constituída, no prazo de 30 dias, a contar da publicação deste decreto, preferentemente junto ao Gabinete dos Secretários, Comissões de Fiscalização de Horário, incumbida de realizar diligência em todas as Unidades de Serviço das respectivas Secretarias.

CURSO DE DIREITO É O MELHOR AVALIADO DA UESC

Campus da Uesc. Foto José Nazal

De acordo com o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2015, as universidades estaduais do Estado (Uneb), Campus de Salvador, de Vitória da Conquista (Uesb) e de Itabuna/Ilhéus (Uesc), ficaram entre as melhoras do Brasil, superando a média nacional em algumas disciplinas, ao conseguir Conceito Preliminar de Curso (CPC) mais alto que instituições particulares e outras públicas. Os resultados foram divulgados este mês pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anízio Teixeira (Inep).

 

Alguns cursos se aproximaram da nota máxima (5), como é o caso de Psicologia da Uneb (campus de Salvador), avaliado com 4,7422, ficando, em terceiro lugar – seguido da Universidade Federal do Recôncavo –UFRB (7º) e Universidade Federal da Bahia – Ufba (10º) – entre as graduações da disciplina no País. A explicação para o desempenho é o enquadramento às diretrizes curriculares.

 

A Uneb, em Salvador e Juazeiro, também foi bem avaliada pelo Enade – exame que todo estudante concluinte precisa fazer para obter o diploma – no curso de Direito, com notas 4,3391 e 4,0616, respectivamente. A Uesb (Conquista) teve destaque nos cursos de Administração (4,0915) e Direito (4,0886). Na Uesc, o curso mais bem avaliado foi o de Direito, com a nota 4,0278.
O secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, destacou que este resultado comprova a qualidade das universidades públicas da Bahia. “Temos dialogado muito com os reitores, buscando ampliar cada vez mais a participação das universidades na melhoria da educação básica, aproveitando toda a expertize que possuem. Já temos parcerias importantes na implantação dos Complexos Integrados de Educação, junto com a Uneb e UFSB [Universidade Federal do Sul da Bahia]”.
Segundo ainda Pinheiro, o Governo também está ampliando o perfil da participação das universidades públicas da Bahia na formação de professores e formatando junto com elas o projeto para as licenciaturas interdisciplinares”. O secretário também destacou “o projeto Mais Futuro, que está contribuindo para a garantia de permanência daqueles estudantes com maior vulnerabilidade social”.

ILHÉUS FECHOU 1143 POSTOS DE TRABALHO EM 2016

Do Blog do Gusmão 

llhéus registrou em 2016 saldo negativo de 1.143 empregos formais. O resultado é ainda pior que o de 2015, quando a cidade perdeu 727 postos de trabalho.
Itabuna, por outro lado, conseguiu reverter em 2016 o resultado negativo do ano anterior, quando perdeu 1.774 vagas. No ano passado, o mercado de trabalho itabunense alcançou saldo positivo de 165 empregos.
A informação é do 7º boletim do Centro de Análise de Conjuntura Econômica e Social (CACES), projeto de extensão do Departamento de Economia da UESC.

COMO FOI O PROTESTO DE DOMINGO EM ILHÉUS

25 pessoas

Este Blog reproduz a seguir uma análise do professor de direito da Uesc, Carlos Pereira, sobre o protesto convocado para ontem, domingo, em Ilhéus. Os organizadores foram os mesmos que ano passado pediram a cabeça da Dilma e a assunção do Temer. Fique à vontade:

“Ilhéus mora em outro lugar. Passei de carro e dei uma olhada na manifestação de apoio ao Moro. Tinha, sem qualquer intenção de desqualificar, em torno de 25 pessoas sem contar duas que iam em cima do mini-trio. Se tinha negros, não vi. Algumas pessoas,creio, são meras equivocadas, não posso chamá-las de fascistas. São, talvez, preconceituosas e de baixa cultura política. De cima do trio o locutor gritava: “a culpa também é sua, vem para rua”. As pessoas atônitas olhavam meio irônicas, com ar de não tô nem aí. Acho que as pessoas estão percebendo o logro disso tudo. Logo algumas das 25 pularão fora. É o resumo do que vi”.

Para encerrar o assunto, este Blog se permite fazer alguns questionamentos:

1. Quem financiou o trio elétrico? A contratação foi feita sob emissão de nota fiscal ou os impostos foram sonegados?

2. Qual o motivo da ausência de temas como terceirização irrestrita e reforma da previdência?

3. Os presidentes da Câmara e do Senado, um do DEM e outro do PMDB, são favoráveis à lista fechada. Por que os manifestantes só lembraram do petista que é a favor da medida?



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia