WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia solidaria embasa policlinica itabuna secom bahia



junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

academia vip

MARÃO QUER SE LIVRAR DA GESTÃO DO POSTO DA COVID-19

Posto.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, se prepara para se livrar do posto avançado de atendimento de casos da covid-19. A unidade foi custeada com recursos municipais e construída dentro do centro de convenções.

De acordo com funcionários ouvidos pelo ILHÉUS EM RESUMO, a gestão do equipamento deve ser entregue a um instituto, nos moldes do que vem sendo feito pelo governo do Estado com os hospitais de campanha.

Esses mesmos funcionários denunciam que a transferência da gestão do posto é bem vista por Marão, sobretudo, por livrar seu governo das críticas à falta de insumos para atividades básicas na unidade.

ILHÉUS: HOMEM É ASSASSINADO A TIROS EM PLENA LUZ DO DIA

Do Ilhéus Comércio

Crime.

Um homem foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira, 4, em Ilhéus. O crime aconteceu por volta das 13h50, na Zona Sul da cidade. Uma câmera de segurança registrou a ação violenta.

A gravação mostra o momento em que duas pessoas chegam de moto num beco perto do condomínio Costa Azul. Depois, um homem  sai correndo da viela perseguido por outro homem, que está armado e derruba a vítima com um tiro nas costas.

Clique aqui para ler toda a matéria.

RODRIGO CARDOSO RETIRA PRÉ-CANDIDATURA A PREFEITO; PC DO B PODE APOIAR MARÃO

Do Pimenta

Rodrigo Cardoso.

Um dos principais nomes do PCdoB de Ilhéus e do sindicalismo regional, Rodrigo Cardoso retirou a sua pré-candidatura a prefeito de Ilhéus. A decisão foi informada por meio de nota pública, nesta manhã de quinta (4). A pré-candidatura à sucessão do prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), havia sido aprovada em conferência do partido no final de outubro do ano passado.

Rodrigo diz que dialogava com os seus pares há algumas semanas quanto à necessidade de reavaliar a tática eleitoral. “Penso que é necessário concentrar esforços na organização de ações de solidariedade, no debate sobre as políticas públicas e na luta por unidade da resistência democrática, tarefas que, particularmente, posso exercer melhor enquanto cidadão, militante social e político do que como pré-candidato a prefeito”, justificou.

PCdoB E O APOIO A MARÃO

O caminho mais natural do partido depois da desistência de Rodrigo será o apoio à reeleição do prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), que é da base do governador Rui Costa, disse ao PIMENTA o presidente do diretório ilheense do PCdoB, Josenaldo Cerqueira, Jô. “Estamos conversando com quem apoia a base do governador Rui Costa e é contra a política de Bolsonaro”.

Jô afirmou que não está descartado o apoio do PCdoB ao prefeito Mário Alexandre. “Não descartamos. Estamos saindo da oposição ao governo do município. Agora é importante ajudar a salvar vidas com esta pandemia no município. Temos de ter responsabilidade [diante da crise de saúde provocada pela pandemia]. Se os partidos não ajudarem na crise de saúde, o governo sozinho não sai”, disse Jô. Abaixo, confira a íntegra da nota de desistência de Rodrigo Cardoso.

Nota Pública

RETIRADA DE PRÉ-CANDIDATURA a prefeito de Ilhéus

Em novembro do ano passado, meu partido, o PCdoB, aprovou em Conferência Municipal, nossa pré-candidatura a prefeito, com o objetivo de debater nossas ideias com a sociedade, contribuir com a construção da frente ampla em Defesa da democracia e discutir sobre a necessidade de pensar nossa cidade a longo prazo através de um programa norteado pela transparência na gestão dos recursos públicos e no planejamento democrático com participação Popular, além de medidas emergenciais para trazer melhorias efetivas para a vida do povo, em especial os mais pobres.

Nosso objetivo é construir uma cidade mais humana e preparada para o desenvolvimento, capaz de incluir a todos e ser sustentável em relação ao nosso patrimônio natural.

O advento da PANDEMIA do Covid-19 fez nossas preocupações se voltarem para a necessidade de unir esforços no combate à proliferação do vírus e na discussão de políticas públicas complementares para preservar a vida e a saúde das pessoas, além do máximo possível de renda dos mais pobres, empregos e empresas.

Também se impôs a necessidade de contribuir com os esforços de solidariedade promovidos por cidadãos e instituições, com o objetivo de amenizar o sofrimento das pessoas que mais precisam.

A vida de todos, a organização do trabalho e as próprias relações comunitárias passaram por drásticas transformações, com consequências que ainda precisam ser mensuradas em sua plenitude. Por outro lado, também avança a ameaça autoritária de Bolsonaro, que desdenha das milhares de vidas perdidas nessa crise sanitária, e tenta promover o caos para implantar uma ditadura.

Diante desse cenário, tenho dialogado com o meu Partido, há algumas semanas, sobre a necessidade de realinharmos nossa tática eleitoral para adequá-la melhor à nova realidade que se estabelece, pois, penso que é necessário concentrar esforços na organização de ações de solidariedade, no debate sobre as políticas públicas e na luta por unidade da resistência democrática, tarefas que, particularmente, posso exercer melhor enquanto cidadão, militante social e político do que como pré-candidato a prefeito.

Consideramos que chegou o momento.

Sob as novas circunstâncias, o debate pré-eleitoral exigirá de todos os atores que nele permanece, mais serenidade e seriedade para colocar os interesses do povo em primeiro lugar, responsabilidade com a preservação das vidas das pessoas, valorização da ciência na construção das soluções e humildade para ouvir a todos que querem e podem contribuir com a difícil travessia que faremos, enquanto sociedade, para superar esse momento tão difícil.

Na medida do que possibilita as tarefas que me propus a priorizar, seguirei no debate público com as mesmas convicções e contribuirei com os camaradas, amigos e amigas que seguem na disputa eleitoral por uma vaga para representar o povo na Câmara de Vereadores.

Por fim, em relação às eleições de prefeito, o PCdoB seguirá no esforço para a construção da vitória eleitoral do campo político do governador Rui Costa, que tanto tem feito por nossa cidade, e reforçar a resistência democrática contra o bolsonarismo e as tendências políticas fascistizantes.

Defenderei que essa construção se faça em torno de compromissos programáticos claros e sintonizados com as várias lutas que travamos ao longo de nossa caminhada, na defesa dos trabalhadores, jovens, mulheres, negros, indígenas, idosos, LGBTs, da agricultura familiar, dos servidores efetivos demitidos injustamente, nas pautas da educação, saúde, cultura, esporte, mobilidade urbana eficiente e inclusiva, do turismo enquanto importante fator para o desenvolvimento econômico, dentre outras questões fundamentais à construção de uma sociedade mais justa e desenvolvida, promotora da igualdade em todos os níveis.

Rodrigo Cardoso – PCdoB

ITABUNA: SECRETÁRIO DE SAÚDE DECLARA QUE REABERTURA DE COMÉRCIO SERÁ UMA “TRAGÉDIA”

Do Tabuleiro

Vilas-Boas.

O secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas comentou sobre a reabertura do comércio em Itabuna: “Será uma tragédia reabrir o comércio de Itabuna neste momento, não ampliaram os leitos de UTIs ainda e a cidade passa de mil casos. Espero que todo esforço do governo do estado não seja em vão”, declarou.

Segundo Fábio, o governo do estado enviou os 15 respiradores e até o momento os leitos de UTIs não foram disponibilizados:  “Eu não vejo Itabuna como uma cidade independente, eu vejo a região, temos 36 leitos de UTIs em Ilhéus, vamos ampliar para mais 10. Em Itabuna são 15 leitos, e vamos ampliar para mais 15”, declarou.

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE O FECHAMENTO DO COMÉRCIO DE ILHÉUS

Do Ilhéus 24h

Rua lotada. Foto Tarcísio Silva.

O Ministério Público estadual requereu à Justiça que determine o fechamento dos estabelecimentos e a suspensão de todas as atividades comerciais não essenciais de Ilhéus, cuja reabertura foi estabelecida por decreto municipal pulicado nesta segunda-feira, dia 1º. Em ação civil pública ajuizada hoje, dia 3, o promotor de Justiça Pedro Nogueira Coelho solicita decisão liminar que suspenda os efeitos do decreto.

Conforme a ação, a reabertura deve estar condicionada a cenário epidemiológico favorável, com disponibilidade regular dos leitos de UTI existentes no município, estabilização do número de casos ativos, diminuição da taxa de letalidade do coronavírus, redução contínua da taxa de infecção diária e aumento do índice de isolamento social local. Segundo o promotor, os dados sobre pandemia em Ilhéus mostram que o cenário segue desfavorável, ao contrário do que alega estudo técnico apresentado pelo governo municipal para fundamentar o decreto.
Segundo dados apresentados na ação, coletados dos últimos boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a taxa de ocupação dos 31 leitos de UTI para Covid-19 permaneceu em 100% em quase todos os dias entre o período de 21 de maio a 2 de junho de 2020, com exceção do dia 31, quando 27 leitos estavam ocupados.  No boletim de ontem dia 2, foram registrados cinco novos óbitos nas últimas 24 horas, chegando a um total de 34 mortes por coronavírus em Ilhéus, número menor apenas que Salvador e Itabuna. “Circunstância essa que, de plano, desperta dúvida se tais óbitos teriam sido causados justamente pela inacessibilidade aos leitos de UTI, diante da máxima lotação acima citada”, afirmou o promotor.

Pedro Nogueira destacou também que a taxa de letalidade na cidade é 5,3%, uma das cinco maiores do estado, e que na semana entre 26 de maior e 2 de junho, o número de casos diários cresceu em mais de 5%, com 163 novos casos confirmados, depois de ter havido redução nas semanas anteriores de maio. “Tais dados mostram que na última semana do mês ocorreu uma verdadeira explosão em tal curva de crescimento, evidenciando de forma indiscutível que o município está no pico da epidemia com clara tendência de piora no seu cenário epidemiológico”, disse. O promotor de Justiça apontou ainda que a taxa de isolamento, segundo o próprio estudo apresentado pelo Município, esteve sempre abaixo de 50% entre os dias 21 e 26 de maio, com exceção do dia 24, quando atingiu 53,8%. “A taxa mínima de isolamento social aceitável deve estar acima de 50% e a desejável para conter a disseminação do vírus seria de 70% (setenta por cento)”, pontuou.

Segundo o promotor, análise gráfica elaborada pelo físico Zolacir Trindade de Oliveira Junior, professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), aponta que Ilhéus atravessa fase exponencial no número de casos de infecção por Covid-19 e ressalta o equívoco do estudo apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde.

´Não tem o apoio do Estado´, diz Secretário de Saúde sobre a reabertura do comércio

 do Jornal Bahia Online

Durante entrevista concedida à Rede Bahia, na manhã de hoje, quando avaliou a situação da Covid-19 no estado, o secretário de Saúde, Fábio Vilas Boas, disse que a reabertura do comércio de Ilhéus não tem o apoio do Governo do Estado.

O secretário, entretanto, ressaltou que o estado não pode interferir na decisão da Prefeitura. A declaração joga toda a responsabilidade pela reabertura gradual, que começa hoje, no colo do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

Sem citar especificamente Ilhéus, Vilas Boas disse que a noticia de relaxamento em alguns municípios da Bahia é triste e lamentável.

CENTRO DE ILHÉUS LOTA NO 1º DIA DE REABERTURA DO COMÉRCIO

Rua lotada. Foto Tarcísio Silva.

No facebook, Tarcísio Silva publicou foto que mostra o centro da cidade lotado. A calçada da antiga Rua da Linha repleta de ilheenses, alguns até mesmo sem máscara.

Hoje é o primeiro dia de reabertura do comércio. Mesmo sem possuir testagem em massa, Ilhéus já tem, de acordo com a última atualização da Prefeitura, 569 casos confirmados e 34 mortos.

Cabe ressaltar que, apesar de haver muita gente no centro, não há transporte coletivo circulando, o que indica uma forte presença de lotações, que podem ser um novo vetor de propagação do vírus.

 

LOCALIDADES DE ILHÉUS FICARÃO SEM ÁGUA NESTA QUINTA (4)

Do Pimenta

Torneiras vazias.

Mais de 20 bairros e condomínios residenciais da zona sul de Ilhéus terão o abastecimento de água interrompidos nesta quinta (4), informou a Empresa Baiano de Águas e Saneamento (Embasa). De acordo com a nota, a suspensão ocorrerá para que equipes façam a limpeza e a desinfecção periódica dos reservatórios de água tratada do Pontal.

A previsão é de que a manutenção seja concluída ao final da tarde e o sistema de abastecimento volte a operar amanhã à noite e seja regularizado 24 horas depois. A orientação da Embasa é que usuários adotem medidas de economia de água e mantenham reservatórios de água compatíveis.

O aviso ocorre 24h antes da suspensão, o que prejudica, aproximadamente, 80 mil moradores de Ilhéus em período de pandemia do novo coronavírus. A principal recomendação dos órgãos de saúde mundiais é a higienização das mãos, principalmente lavando-as, assim como a higiene e limpeza de ambientes, objetos e produtos antes do consumo.

LOCALIDADES AFETADAS

A Embasa informou os bairros e localidades afetados pela manutenção. Terão o abastecimento interrompido moradores da BA-415, Barreira, Ceplus, Couto, Cururupe, Hernane Sá I e II, Ilhéus II, Jardim Atlântico, Loteamento São Caetano, Mar a Vista, Mar de Ilhéus I, Nossa Senhora da Vitória, Nelson Costa, Pérola do Mar e Pontal. A suspensão também atinge Parque Olivença, Praia Dourada, Rodovia Ilhéus-Olivença, Santo Antônio de Pádua, São João, Sapetinga, Sol e Mar I e II, Urbis.

NOVAS CINCO MORTES INFORMADAS ONTEM NÃO OCORRERAM NAS ÚLTIMAS 24H

Do JBO

Hospital de Ilhéus

No boletim epidemiológico divulgado ontem (2) à noite pela Prefeitura de Ilhéus, há um aumento de 29 para 34 mortes em Ilhéus, se comparado ao boletim anterior, da segunda-feira (1).

O registro, portanto, é de cinco mortes em 24 horas.

Mas segundo informações obtidas pelo Jornal Bahia Online, a atualização foi feita com certo atraso, já que os hospitais demoraram de informar os óbitos.

Clique aqui para ler mais.

 

JUSTIÇA MANTÉM MANDATO DO VEREADOR LUKAS PAIVA

 Do Políticos do Sul da Bahia

Lukas Paiva.

O Ministério Público estadual requereu à Justiça que declare a perda do cargo do vereador de Ilhéus Lukas (PSB), ou, em segundo plano, a manutenção do seu afastamento, mas com suspensão do pagamento do subsídio.

Nesta segunda-feira (01) o juiz Alex Venicius Miranda julgou o pedido do MP. O magistrado indeferiu a cassação do mandato do vereador e renovou por mais 180 dias o afastamento, recebendo salário.

O juiz determinou que a câmara convoque o suplente para tomar posse, e que exonere todo os assessores de Lukas Paiva.

Lukas Pinheiro foi afastado do cargo por 180 dias no dia 29 de novembro de 2019 por determinação judicial que acolheu pedido do MP. Ele foi acusado de prejudicar as investigações a partir de assédio a colaboradores e a estagiários do escritório de advocacia de um dos investigados na Operação Xavier, além de oferecer cargos fantasmas a um dos acusados para tentar fazê-lo desistir de acordo de colaboração com o MP. No requerimento de perda do mandato, a promotora de Justiça destacou que o prazo do afastamento está perto de expirar.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia