WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
sdr bahia secom bahia secom bahia secom embasa secom bahia embasa secom bahia secom bahia secom saude></a>
<a href=secom ponte ilheus



outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


HOSPITAL MATERNO-INFANTIL : ” ATÉ PRIMEIRA QUINZENA DE NOVEMBRO, O GOVERNADOR VEM INAUGURAR”, DIZ FÁBIO VILLAS BOAS

Do Tabuleiro.

Hospital da Mulher, que já está pronto.

O ex secretário de Saúde do Estado bateu um papo com o Vila Nova nesta sexta-feira (22 ) nos Estúdios da Ilhéus FM e relembrou do enfrentamento a pandemia em sua gestão. “ A pandemia foi o maior desafio de todos os gestores do mundo”, citou.
O comunicador Vila Nova questionou se a falta de apoio do governo federal atrapalhou o andamento da saúde. “O governador me deu todas as condições. Não foi por falta de apoio do governo federal que deixamos de oferecer nada à população. Rui Costa colocou a saúde em primeiro lugar. Na pandemia, toda estrutura governamental foi colocada a disposição da secretaria de saúde. Temos a segunda menor taxa de mortalidade na Covid-19 ”, pontuou.

Vila Nova questionou por que o Hospital Materno Infantil não foi entregue à população até o momento. Fábio, que esteve diretamente envolvido na construção afirmou que esse é o segundo maior complexo de atendimento à mãe e à criança.

“No final das contas ficou muito custo para o município. O estado voltar para fazer a gestão não é só virar a chave. Precisa se preparar para trazer de volta para o Estado. Temos que fazer licitações para tudo da lavagem ao lençol, contratação e montagem de equipes. Não é nada muito simples”, disse. “Entendo que a intenção do prefeito Mário era a melhor gestão e tentou até a última hora, mas não coube no orçamento da prefeitura. O custo da saúde é muito elevado e o orçamento da prefeitura”, disse.

“ Acredito que na primeira quinzena de novembro o governador Rui Costa estaria aqui para inaugurar “, afirmou

Vila Nova perguntou sobre as eleições de 2022, e Fábio afirmou que sempre desejou alçar voos mais altos e confirmou que vai disputar uma vaga no legislativo.
“Eu sempre quis alçar novos voos”. Sobre em qual partido iria sair, Fábio explicou: “Tenho mantido conversas com MDB , que tenho tentado atrair para a base.  Caso tenha sucesso nessa empreitada será no MDB”, citou ao falar do partido.

ILHÉUS CHEGA A 7 CASOS DA VARIANTE DELTA, BAHIA CHEGA A 190

Variante Delta.

Análises da Fundação Oswaldo Cruz apontaram mais 55 amostras da variante Delta da Covid-19, no estado. Com estes novos registros, a Bahia tem ao todo 190 casos da variante sequenciadas, com três óbitos.

Os casos positivos para a variante delta foram identificados em 47 municípios, com maior número de casos em Salvador (39), Pé de Serra (19), Lauro de Freitas (12), Bonito (11), Feira de Santana (9), Baixa Grande (7), Riachão do Jacuípe (7) Ilhéus (7), Camaçari (6) e Nova Fátima (6).

A secretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, relata que a variante Delta atualmente é a predominante nas amostras sequenciadas. “É um fato que nos preocupa, por isso continuamos a afirmar que as pessoas não devem achar que não temos mais o vírus da Covid-19 circulando. Ainda temos que continuar a usar máscaras e devemos nos vacinar, tanto com a primeira quanto com a segunda dose”, afirma Tereza Paim.

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) também tem feito sequenciamento no estado. De acordo com a diretora geral do Lacen-BA, Arabela Leal, “Estamos concentrando atenção nas amostras provenientes de municípios com aumento do percentual de casos.

Reconhecido como a 3ª maior unidade de vigilância laboratorial do país e classificado na categoria máxima de qualidade pelo Ministério da Saúde, o Lacen-BA analisou amostras de mais de 200 municípios dos nove Núcleos Regionais de Saúde.

Tabela.

ESTUDANTES DE MEDICINA DA UESC PROTESTAM DEVIDO A FALTA DE PROFESSORES

Estudantes protestam falta de professores.

Trajando jalecos brancos e munidos de muita indignação. Estudantes de Medicina um dos cursos mais tradicionais da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, protestaram contra a falta de professores. O ato aconteceu na última terça-feira (20). Os alunos alegam que a conclusão do curso pode ser atrasada devido a ausência de docentes. Eles afirmam que isso impediu que fossem aos seus estágios, nos hospitais da região.

“Estamos concluindo algumas atividades práticas do quarto ano. Entretanto, para que isso fosse adiantado, a gente ia entrar no internato agora. Mas infelizmente, diante dos problemas, da falta de professores, principalmente no bloco de saúde da mulher, tivemos nosso internato adiado em pelo menos duas semanas”, disse a estudante Erika Pereira Rios.

Os participantes do ato explicam que o curso de medicina da Uesc conta com cerca de 46 professores médicos, mas necessita do dobro, para atender satisfatoriamente a demanda.

O reitor da instituição, Alessandro Fernandes, esclareceu que a pandemia atrapalhou a abertura do concurso para novas vagas de professores. Segundo Fernandes, a expectativa da Reitoria é que, ainda nesta semana, seja conseguida autorização para fazer uma seleção de contratação de professores para a universidade.

NOTA: GOVERNO MARÃO EXPLICA HOMOLOGAÇÃO JUDICIAL COM EMPRESAS DE ÔNIBUS

Prefeitura Ilhéus

Em razão de notícias veiculadas na imprensa sobre a homologação de transação judicial entre o Município de Ilhéus e empresas concessionárias do transporte público municipal, a Prefeitura de Ilhéus vem a público esclarecer, de início, que a medida foi fiscalizada pelo Ministério Público e homologada pelo Poder Judiciário, sendo adotada pelo ente municipal somente para defender a preservação do patrimônio e interesse públicos.

Isso porque, restou demonstrado por meio de provas periciais, o prejuízo das concessionárias em razão do decreto municipal de paralisação das atividades do transporte público como consequência da pandemia da Covid-19, e que o Município de Ilhéus deveria arcar com todo o dano financeiro das empresas. Caso a ação indenizatória, ajuizada logo no início da paralisação, seguisse o curso até o proferimento da sentença, a quantia a ser paga pelo Município, poderia ser bem superior ao valor pleiteado de R$ 22,74 milhões, com mais osjuros e correção monetária, uma
vez que ultrapassaria em muito a quantia de R$ 7,5 milhões para cada concessionária.

Por isso, a solução jurídica foi a composição entre as partes sob as respeitadas guaridas do Ministério Público e da Justiça, com vistas a minimizar o impacto financeiro do erário público e garantir o rápido restabelecimento da prestação do serviço com melhor qualidade, com aumento das frotas e circulação dos ônibus, e em sua integralidade, para que a população não continuasse sentindo os efeitos negativos da falta de ônibus e linhas, e para evitar a interrupção da prestação do transporte coletivo.

Isso em razão de a quantia a ser despendida dos cofres públicos municipais para as empresas de ônibus, não está sendo paga como indenização como noticiado de forma equivocada, mas a título de subsídio – permitido pelo contrato de concessão – tão somente e para a eficaz prestação do serviço do transporte público, mediante fiscalização do órgão competente para a melhoria do serviço.

Vale ressaltar que o Município de Ilhéus continua com todos os poderes e autoridade para apurar a prestação do serviço pelas empresas concessionárias. As cláusulas previstas no acordo podem ser revistas a qualquer momento, de modo que o Município não está obrigado a pagar qualquer subsídio de forma irreversível, pois foi garantido o poder da revisão, demonstrando o retorno da normalidade da prestação dos serviços e o fim dos impactos financeiros da pandemia.

A Prefeitura de Ilhéus reafirma o seu compromisso pelo respeito e máxima responsabilidade pela res pública, aos princípios da legalidade e transparência, ao suado dinheiro pago pelos contribuintes que alimentam o erário e, sobretudo, aos cidadãos e cidadãs desta cidade, que merecem a dignidade na prestação dos serviços, principalmente em relação a um transporte público municipal de qualidade.

Ilhéus, 21 de outubro de 2021.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ILHÉUS

ITABUNA ADIA RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS PARA 2022

Escola em Itabuna.

As aulas presenciais nas escolas municipais de ensino de Itabuna só serão retomadas partir de março de 2022. A decisão do prefeito Augusto Castro (PSD) foi publicada na edição eletrônica do Diário Oficial do Município, na quarta-feira (20). As aulas presenciais foram suspensas em março de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus,

Antes da decisão do prefeito, o retorno das aulas presenciais no formato híbrido aconteceria de forma gradativa com a implementação de um projeto-piloto em 15 unidades da rede pública municipal, a partir da próxima segunda-feira (25). As aulas nas escolas municipais de Itabuna permanecem na modalidade não-presencial, conforme determina o Decreto nº 14.512, de 13 de julho de 2021.

Para suspender o retorno das aulas presenciais, o prefeito Augusto Castro informou que levou em consideração diversos fatores, dentre eles, a necessidade de priorizar e dar bom andamento às reformas e intervenções que vêm sendo feitas nas escolas da rede pública municipal de ensino.

GOVERNO DA BAHIA TRANSFERE FERIADO DO SERVIDOR PÚBLICO PARA VÉSPERA DE FINADOS

Feriado

O governo da Bahia publicou um decreto, nesta sexta-feira (22), transferindo o feriado do Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro, próxima quinta-feira, para a véspera do Dia de Finados.
Com a mudança, ao invés de um feriado prolongado com dois dias de ponto facultativo (29 de outubro e 1º de novembro), os servidores terão apenas um. Assim, os feriados serão nos dias 1º de novembro (do Dia do Servidor transferido) e o dia 2, quando é marcado o Dia de Finados.
Assim, o expediente nas repartições públicas será mantido normalmente de segunda-feira (25) a sexta (29). Já na primeira semana de novembro, o expediente será entre os dias 3 e 5 de novembro, de quarta a sexta-feira.

VÍDEO: VEREADOR AUGUSTÃO PEDE ABERTURA DE CPI PARA APURAR ACORDO DA PREFEITURA COM EMPRESAS DE ÔNIBUS

Vereador Augustão

Depois de revelado através de denúncia feita na Câmara de Vereadores do município de Ilhéus sobre um acordo de R$ 15 milhões entre a Prefeitura e as empresas que operam o transporte público, na sessão desta quarta-feira, 20, vereadores se mobilizaram para investigar o ocorrido por meio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o acordo.

Citando como exemplo a CPI da Covid no Senado, o presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Jerbson Moraes (PSD) defende que os donos das empresas Viametro e São Miguel devem ser responsabilizados criminalmente.

O presidente assegurou que se os vereadores derem entrada bem argumentada em um pedido de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) e tiverem o número mínimo necessário para aprová-la, ele vai constituir os seus membros e iniciar imediatamente o processo de investigação do contrato das empresas com a Prefeitura de Ilhéus.

“O que mais chama atenção é a velocidade que aconteceu esse acordo, e de forma camuflada, tudo sobre o domínio das empresas. Isso é um crime contra a população. O cheiro de corrupção é muito forte”, disse Augustão. Confira o vídeo abaixo.

CONSÓRCIO É HABILITADO PARA CONSTRUÇÃO DE RODOVIA NA ILHÉUS-ITABUNA

Rodovia IlhéusXItabuna

O consórcio formado pelas empresas SVC Construções Ltda e Paviservice Serviços de Pavimentação Ltda venceu a licitação e foi habilitado para construir uma  Rodovia na Ilhéus-Itabuna. A habilitação foi publicada na edição desta quinta-feira (21) do Diário Oficial do Estado e as empresas vão executar as obras de construção da BA-649, que ligará Ilhéus e Itabuna pela margem direita do curso do Rio Cachoeira.

A obra tocada com recursos do tesouro estadual foi anunciada pelo governador Rui Costa (PT) e integra o planejamento de duplicação com a rodovia existente, a BR-415, que tem trechos sob gestão do estado e da União. O valor inicial estimado do investimento é de R$ 150 milhões e será realizada com recursos próprios do Estado.

AO PAGAR R$ 15 MILHÕES A VIAMETRO E SÃO MIGUEL, MARÃO COLOCA ILHÉUS DE JOELHOS PARA BENEFICIAR AMIGOS

Marão, ao lado de Junior Reis, herdeiro do ex-prefeito e dono de empresas de ônibus, Valderico Reis (à esquerda), e do deputado federal e dono do grupo Brasileiro (a que pertence a Viametro), Ronaldo Carletto. A foto é de 2017.

Documentos revelados pelo vereador Tandick Resende (PTB), na sessão desta quarta-feira, dia 20, da Câmara de Vereadores, mostram que a prefeitura de Ilhéus, com a anuência do Ministério Público, assinou um acordo para beneficiar as empresas de transporte coletivo do município, enquanto a população sofre, dia após dia, com o péssimo serviço prestado. O acordo prevê o pagamento de R$ 15 milhões para as empresas Viametro e São Miguel, isenção de impostos e um aumento anual automático da tarifa, com diferenciação de preços para linhas urbanas e rurais. 

O mesmo acordo não obriga as concessionárias a praticamente nada, a não ser manter, pelo menos, 75% da frota na rua. Caso retorne o ano letivo presencial, a cota será de 85%. 100% da frota só será alcançada quando não houver mais nenhuma restrição relacionada à pandemia.

A denúncia do parlamentar é baseada num acordo judicial que vinha sendo mantido às escondidas. Segundo o vereador, as empresas de transporte coletivo buscavam, desde dezembro de 2020, um suposto reequilíbrio de suas finanças depois de meses sem operar regularmente devido às medidas de restrição impostas pelo poder público em decorrência da pandemia da covid-19. Em paralelo, corria outro processo judicial, movido pelo Ministério Público, com o objetivo de obrigar as operadoras a colocar 100% da frota nas ruas.

Como forma de resolver o impasse, as duas ações foram unidas e resultaram no acordo que, até ontem, estava escondido do público. Em seu discurso no plenário da câmara, o vereador Tandick elencou alguns pontos nebulosos do acordo, que é inédito no Brasil.

Viametro e São Miguel propuseram e o Ministério Público e o Governo de Mário Alexandre aceitaram que o município deve deixar de fiscalizar eventuais descumprimentos do contrato de concessão do serviço e, ao mesmo tempo, devem apertar o cerco contra o transporte alternativo. 

O acordo, além de criar despesas sem anuência do legislativo, não indica de onde virá o dinheiro para pagar as 25 parcelas mensais de 600 mil reais que o município destinará às empresas. Desse total, já foram pagos 800 mil reais às concessionárias. 

Da mesma forma, não indica quanto a Viametro e São Miguel vão lucrar ao deixar de pagar o Imposto Sobre Serviços pelos próximos 28 meses. É um cheque em branco, baseado numa planilha de custos apresentada pelas empresas onde, sequer, constam notas fiscais dos custos listados, pontuou o vereador.

Além de determinar aumento praticamente automático para suprir variações de custos, o acordo determina, sem qualquer análise, que a tarifa a ser cobrada para linhas rurais seja mais cara que a praticada nas linhas da zona urbana. Em outras palavras, o pequeno produtor rural e os moradores da zona rural vão ajudar a pagar a conta.

Cabe ressaltar que as medidas restritivas para frear a pandemia afetaram muitos setores da economia e não só o de transportes. O acordo pode abrir um precedente perigoso no sentido de apontar às demais empresas que as perdas provocadas pela pandemia podem ser repostas retirando dinheiro do orçamento público.

ILHÉUS: NOVO PARTIDO UNIÃO BRASIL TERÁ QUATRO VEREADORES E PROVAVELMENTE VALDERICO JÚNIOR NO COMANDO

Do Agravo.

Vereadores Edvaldo Gomes, Nerival Reis, Eder Junior, Ivete Maria, e o empresário Valderico Junior. Fotomontagem Blog Agravo.

Nascido como o maior partido do cenário político brasileiro, União Brasil também terá em Ilhéus a maior bancada da Câmara de Vereadores com quatro vereadores. No comando municipal, provavelmente o empresário e ex-presidente do DEM, Valderico Reis Júnior, o principal aliado de ACM Neto em Ilhéus.

O União Brasil nasce na fusão entre o DEM e o PSL. Vale lembrar que em Ilhéus os dois partidos caminhavam em lados opostos; o DEM na oposição, e o PSL na base do prefeito Mário Alexandre, inclusive ocupando cargos estratégicos como a chefia de gabinete do prefeito.

O Blog Agravo conversou com o empresário e ex-presidente do DEM, Valderico Junior nesta quarta-feira (20). Segundo ele, haverá reunião nos próximos dias com o secretário do União Brasil, ACM Neto, que deve ordenar a configuração do partido em Ilhéus.

“Não teremos grandes dificuldades (…) Devo está indo em Salvador e abriremos o dialogo o melhor possível. Tudo indica que não teremos grandes surpresas aqui. Criaremos um grande partido em nossa cidade para fortalecer a nova política aqui no processo”, explicitou Junior Reis.

O vereador Eder Junior, que era filiado ao PSL, explicou ao Blog Agravo, que até o momento permanece no União Brasil, mas salientou que existe o convite de três partido para sua filiação.

O União Brasil, agora tem os vereadores Nerival Reis, Eder Junior, Ivete Maria e Edvaldo Gomes.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia